De modo inusitado, o jovem montes-clarense Pedro Barros Martins lança seu primeiro livro. “Guaraná Catrumano: Viver é Arte!” será apresentado ao público no próximo sábado (5), às 15h, em um vale na Fazenda Pradinho, próximo à comunidade Lagoinha, em Montes Claros.

“Neste dia, haverá o plantio de uma árvore junto com o CADCL, a Liga de Direito Ambiental (Lada) e a Turma XX de Agronomia, além de um dia de campo para observar medidas ambientais tomadas”, diz o escritor de 22 anos.

A equipe organizadora levará para o local um gerador de energia e banheiros químicos. E apesar de não haver nenhuma estrutura pronta, será confeccionado um palco pela organização.

O livro tem um enredo de otimismo, entusiasmo e amizade, dando enfoque à figura de linguagem “hipérbole”. “São contos sobre o cotidiano e envolvem uma série de estórias criadas com o intuito de transmitir a ideia de união e fraternidade”, diz Pedro Barros.

Segundo o autor, os leitores encontrarão na obra uma oportunidade de ter contato com um humor sadio e um pouco conservador.

Estudante de Direito e Agronomia, bolsista de iniciação científica, monitor de Direito Constitucional e atual presidente do Centro Acadêmico de Direito Carmen Lúcia (CADCL), Pedro Barros tem três livros escritos, mas este é o primeiro a ser publicado.
 
INFLUÊNCIAS
Ele atribui o dom de escrever à energia contida nele mesmo e em sua família, principalmente, as avós Madalena Eleutério e Odete Martins, suas maiores referências.

“Minha avó Odete foi uma mãe dedicada. Teve 16 filhos. Foi casada com o primo dela, meu avô Neco Martins, um tropeiro e pecuarista bem-sucedido. Minha outra avó, Madalena, é médica psiquiátrica aposentada e publicou um livro de poemas chamado ‘Vivências’. Transcrevi esse livro dos cadernos e folhas para o computador”, conta o jovem.

Pedro se diz um apaixonado pelos estudos, pelo ecoturismo – adora acampar com os amigos – e por rock e músicas catrumanas, principalmente as instrumentais. Mas também tem uma quedinha pelo Jazz, embora o coração bata mesmo pelo rock’n roll.

“Muito por influência do meu pai e de amigos próximos. Quando se entra na esfera do rock, é muito difícil se desvincular da euforia proporcionada por esse gênero musical”, diz Pedro.

O projeto de lançamento do livro também envolveu a gravação de uma música eletrônica chamada “Viver é Arte!”. “Foi produzida pelo DJ Khouri e cantada pelo Igor Borborema, da Banda Maroo. Sou o letrista”, conta.

A favor da liberdade para viver, pensar e se pronunciar, Pedro diz que não se identifica com pessoas que gostam de padronizar o pensamento. “Apesar disso, reconheço que a união é relevante em aspectos vinculados à república e à cultura. Mas quando tratamos de individualidade, valorizo a vida privada e os desejos individuais”.

Para conhecer mais sobre o autor, acompanhe pelo Instagram @pedromartinsescritor ou acesse o site www.pedromartinsescritor.com.

SERVIÇO
Lançamento do livro “Guaraná Catrumano: Viver é Arte!”
Data: 5/2
Horário: 15h
Local: Pradinho, Lagoinha
Informações: www.pedromartinsescritor.com