Depois de equipar o MacBook Pro, MacBook Air e Mac Mini com o poderoso processador M1, a Apple expandiu o uso do chip para a nova geração do iMac e do iPad Pro. Na prática significa que tanto o desktop como o tablet passam a contar com a mesma unidade de processamento.

O M1 estreou em 2020 trazendo grandes revoluções como fabricação em 5 nanômetros e integração de diversos núcleos numa única peça. Na linha Mac significa que ele deixa para trás os processadores Intel para contar com um chip exclusivo. No entanto, ao contrário dos antigos processadores (pré-Intel), o M1 foi desenvolvido para ser compatível com a arquitetura x86. Ou seja, sistema operacional, aplicativos e arquivos falam a mesma língua.

Mas a instalação do novo chip permitiu a miniaturização do hardware. Isso porque o M1 agrega não apenas a CPU, mas também a unidade gráfica (GPU), memória RAM e unidade de armazenamento NVMe. Tudo encapsulado numa pequena pastilha. 

Por ser diminuto e gerar baixo calor, o no iMac conta apenas com duas diminutas ventoinhas nas laterais da placa. Assim, toda a estrutura de circuitos se posiciona na base do computador que tem tela de 24 polegadas, cerca de 1 cm de espessura, que pode vir em sete opções de cores, como na primeira geração do iMac, de 1998.

Segundo a Apple, o novo iMac é 85% mais rápido que seu antecessor e capaz de executar softwares pesados como Final Cut Pro e Photoshop com o dobro de performance. Seus preços variam de R$ US$ 1,3 mil (R$ 7,2 mil) a US$ 1,5 mil (R$ 8,3 mil), dependendo do volume de armazenamento e memória RAM.

iPad Pro

Outra novidade é iPad Pro de 12,9 polegadas. A nova geração do tablet da Apple também passa a contar com o processador M1. Na prática significa que ele oferece performance de um MacBook, mas com mobilidade de um tablet.

Além do novo processador, o iPad Pro também passa a ser oferecido com armazenamento de até 2TB, assim como conexão 5G, câmeras com gravação em 4K e áudio Dolby Atmos. A versão de 11 polegadas é oferecida por US$ 800 (R$ 4,4 mil), enquanto a de 12,9 polegadas sai por US$ 1.100 (R$ 6.100).

Nos Estados Unidos, as entregas começam em maio. No Brasil ainda não há previsão de lançamento e nem preços. Mas é estimado com o iMac tenha preço inicial acima dos R$ 20 mil e o novo iPad na faixa dos R$ 12 mil.

Leia Mais:
Fone JBL Tune 500BT oferece qualidade de áudio e te livra dos fios
Bonde do Bezos: Amazon apresenta furgão elétrico
Com 5G, Galaxy Note 20 Ultra oferece praticidade para trabalhar onde estiver