Beni Borja, fundador e primeiro baterista da banda Kid Abelha morreu nessa quinta-feira (23) aos 60 anos.

A informação foi divulgada nas redes sociais pelo grupo Biquíni Cavadão, que teve Borja como empresário. A causa da morte do músico não foi informada.

“Estamos sem palavras, incrédulos com a partida de Beni Borja. Baterista do Kid Abelha em sua primeira formação, Beni foi a primeira pessoa a nos incentivar a gravar profissionalmente aquela barafunda que fazíamos nos ensaios na casa do Miguel”, relembra a banda.

"Beni foi sempre nosso 'father figure', alguém que orientava aqueles cinco adolescentes ainda se descobrindo no meio musical. Partiu dele a sugestão de sempre assinarmos as canções coletivamente e assim pactuamos", diz o grupo em publicação.

Carreira

Antes de ser o baterista original do Kid Abelha e Dos Abóboras Selvagens, Carlos Beni Carvalho de Oliveira Borja já tocava em uma banda com o baixista e compositor Leoni, chamada Chrisma. 

Após deixar o Kid Abelha, Beni produziu a primeira demo do Biquini Cavadão, com as músicas “Tédio” e “No mundo da lua” (e Herbert Vianna “emprestado” na guitarra), e conseguiu boa execução das faixas na rádio Fluminense FM. 

Em seguida, ele se tornou empresário e produtor fixo do Biquini, com o qual compôs sucessos como “Vento ventania”, do disco “Descivilização”, de 1991.

Leia mais:
Bolsonaro fará pronunciamento em rede nacional nesta sexta; 'panelaço' pode ocorrer no horário
Já em cartaz nos cinemas, 'Annette' é um musical bizarro
'Matrix Resurrections' estreia nos cinemas com homenagem à obra original