A promotora do condado de Santa Fé, Mary Carmack-Altwies, disse nessa terça-feira (26), em entrevista ao jornal americano 'New York Times', que a arma usada pelo ator Alec Baldwin durante as gravações do filme 'Rust' era "legítima".

Segundo ela, as acusações criminais referentes ao incidente ocorrido na última quinta-feira (21), que deixou o diretor do filme, Joel Souza, ferido e matou a diretora de fotografia, Halyna Hutchins, serão consideradas. "Não descartamos nada. Tudo neste momento, incluindo acusações criminais, está sobre a mesa", pontuou.

Mary acrescenta que a arma, além de legítima, é antiga, e o próximo passo da investigação é de descobrir a espécie de munição usada. Mas, de acordo com documento judicial, o diretor assistente, Dave Halls, foi citado como o homem que entregou a arma para Baldwin, gritou "arma fria" dando a entender que não tinha munição. 

(*) Com agências internacionais

Leia mais:
Diretora morre após tiro acidental efetuado pelo ator Alec Baldwin durante gravações do filme 'Rust'
Multishow se pronuncia após desabafo de Ludmilla sobre ficar fora da premiação de melhor cantora