A festa literária de Sete Lagoas, Literata, que acontece de quarta (7) a sábado (10) no Centro Cultural Nho Quim Drummond (Casarão), terá como base em sua programação o universo de Monteiro Lobato com debates, oficinas e exposições.

O evento homenageia um dos mais influentes escritores brasileiros do século XX, e autor de obras como "Coleção Sítio do Pica Pau Amarelo", "A menina do narizinho arrebitado", "Urupês", entre outras.

Em sua terceira edição, a Literata celebra o aniversário de Sete Lagoas, comemorado em novembro.

Este ano, a Literata espera repetir o sucesso das duas primeiras edições, que homenagearam Guimarães Rosa, em 2010, e Fernando Sabino, em 2011, e receberam mais de sete mil visitantes. E em 2012, a festa vem com o objetivo de reafirmar, mais uma vez, sua posição no cenário nacional como importante evento literário. Discutir prosa, ficção, romance, inclusão digital e artes em geral, relacionados à produção literária brasileira, é uma das propostas da programação deste ano.

Assim como em 2011, a curadoria da festa é do escritor Humberto Werneck. "A Literata se firmou rapidamente como um dos eventos literários mais importantes do Brasil por um conjunto de fatores. Entre eles, a felicidade na escolha dos autores homenageados, a relevância e diversidade de sua programação", diz.

A programação do evento não se limita somente à vida e obra dos homenageados, mas desdobra-se, também, por outros temas de interesse do público. "O peso e prestígio dos escritores convidados e a capacidade de envolver e mobilizar a população de Sete Lagoas, sobretudo os jovens, se estende por meio de uma variada e estimulante pauta de eventos paralelos", afirma Werneck.

Além das palestras, mesas-redondas, apresentações culturais e uma variada programação paralela, a presente edição da Literata apresentará, ainda, duas edições do projeto Sempre um Papo, com Zuenir Ventura e Nélida Piñon. Algumas ações online também estão programadas para a 3ª edição da Literata.

Programação

A abertura da Literata será na quarta-feira (7), às 19 horas, no Casarão da Cultura, com o autor Vladimir Sacchetta, um dos maiores conhecedores de Monteiro Lobato, que falará sobre o homenageado e suas obras. A noite encerra com a presença de Zuenir Ventura, no Sempre um Papo especial para a Literata.

Na quinta-feira (8), às 19 horas, no espaço "Urupês", o público poderá participar da mesa "Literatura Infantojuvenil – por que ler os clássicos?", com as escritoras Maria Antonieta Cunha e Neusa Sorrenti e mediação de Leo Cunha.

Para Neusa, a Literata promove o encontro entre livro e leitor, tornando-se um espaço para reflexões e debates sobre questões significativas no campo da leitura e da literatura. "O evento consolida seu intento de despertar o interesse por assuntos relevantes, de fortalecer o gosto pela leitura e de cuidar da formação de novos leitores. O encantamento pela palavra é para sempre", afirma a escritora.

Na sequência, o público confere mais uma edição do Sempre um Papo, com o curador Humberto Werneck entrevistando a escritora Nélida Piñon, membro da Academia Brasileira de Letras.

No terceiro dia da Literata, sexta-feira (9), às 20 horas, a mesa "Politicamente Correto" atrairá a atenção da plateia no debate que acontecerá entre os escritores Reinaldo Moraes e Eugênio Bucci, com mediação de Cristiane Costa. As expectativas para o evento chegam também aos convidados. "A conversa com escritores e com o público interessado em literatura sempre motiva, estimula, destrava. Espero contribuir para que a Literata seja realmente uma festa", aposta Eugênio Bucci.

No sábado (10), às 20 horas, encerrando a Literata, a mesa "Quadrinhos e Literatura" promete promover uma discussão sobre as variadas facetas da literatura. Com mediação de Claudiney Ferreira e com João Marcos e o pesquisador e professor de quadrinhos, Wellington Srbek, como debatedores.

Atividades paralelas

Simultaneamente a esta programação, acontecerão nos demais espaços da Literata a Feira de Livros, no espaço Serões de Dona Benta e Exposição Monteiro Lobato – Vida e Obra e Muro de Pensamentos e Palavras, no espaço O Bicho Inventor. Além de oficinas, apresentação do artesanato produzido na Cidade de Deus, café literário, atividades literárias e educativas para crianças e jovens e inúmeras intervenções poéticas.

O Espaço Memórias de Emília (Coreto da Praça Tiradentes), promete muita diversão para as crianças com atividades lúdicas e brincadeiras. O Herbário do Museu Municipal, batizado de Saci durante a Literata, vai oferecer palestras e plantio de mudas de ervas e plantas. As plenárias, ou Espaço Urupês, vão receber na parte da manhã, durante os dias da Literata, apresentações de dança, teatro e coral, dos alunos das escolas municipais de Sete Lagoas.

O Espaço Sítio do Pica Pau Amarelo, no Museu Histórico Municipal, vai receber oficinas culturais para alunos e professores da rede municipal de educação. Serão ministradas as oficinas "Contação de histórias", "Palavra em Movimento", "O Sabor do Saber – Associação Palavra Bem Dita" e "Palavra em Movimento".