Morreu neste sábado (5) o cineasta mineiro Paulo Thiago. Aos 75 anos, ele estava internado devido ao tratamento de doença hematólógica, no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, desde 7 de maio. 

De acordo com boletim médico, Thiago sofreu parada cardíaca durante a madrugada e os médicos não conseguiram reanimá-lo. Natural de Aimorés, Vale do Rio Doce, o cineasta iniciou sua carreira na década de 1960, com curta metragens.

Um de seus primeiros curtas, "A Criação Literária de Guimarães Rosa", de 1968, foi premiado no Festival de Santarém, em Portugal. Thiago dirigiu filmes que ficaram famosos como "Jorge um Brasileiro", de 1989, baseado no livro do também mineiro Oswaldo França Júnior, além de "Policarpo Quaresma: Herói do Brasil", de 1998, sobre a obra de Lima Barreto.

O corpo do Paulo Thiago será velado ainda neste sábado, numa cerimônia restrita à família. Ele deixa esposa e dois filhos.