Com início nesta sexta-feira, o Festival Sabor & Som reunirá três espetáculos musicais e três eventos gastronômicos a partir das raízes indígena, africana e europeia. A ideia é unir música e gastronomia por um viés antropológico, percebidos nos hábitos sociais, nos modos de vida de um povo, nas formas de pensar e nas manifestações artísticas, entre outros elementos que formam uma sociedade.

O evento erá transmitido através do canal da produtora no Youtube nos dias 23, 24 e 25de abril, sendo os eventos culinários às 15 horas, com apresentação da jornalista, crítica e curadora gastronômica Luiza Fecarotta, e os shows às 19 horas.

Nos três dias, a primeira atividade acontece na cozinha e a segunda, no estúdio. No fogão, serão desenvolvidos, passo a passo, três cardápios completos com entrada, prato principal e sobremesa. Na música, os artistas apresentarão repertórios que se comunicam com cada uma das referências abordadas pelo Festival. Todos os eventos foram produzidos, finalizados e transmitidos seguindo-se rigorosamente todas as medidas de prevenção à Covid-19 recomendadas no Plano São Paulo e no Protocolo Sanitário Setorial da Cultura, Lazer e Turismo vigentes, para a máxima segurança de todos os profissionais envolvidos.

O episódio de abertura da série estará sob comando da chef Fabiana Badra, que estudou sobre a participação das mulheres indígenas na construção da nossa cozinha, com um cardápio que tem a mandioca como pano de fundo: entrada de caldo de peixe com mandioca, moqueca de palmito com pirão de legumes para o prato principal e, na sobremesa, mingau de tapioca. À noite, a cantora amapaense Patrícia Bastos estará ao lado do compositor, violonista, arranjador e produtor paulista Dante Ozzetti para apresentar um repertório repleto de cacicós, carimbós, batuques e marabaixos, ritmos da região norte do país. 

No segundo dia, será a vez da chef Cintia Sanchez homenagear um quilombo do Vale do Ribeira, e também sua avó materna, que era nascida na África, filha de pais escravos e que, mais tarde, se tornou cozinheira da família Matarazzo. Bolinho de cará com camarão, sobrecoxa de frango caipira com mamão verde e pudim de banana nanica fazem parte desse cardápio. Para encerrar o dia, o cantor, violonista, compositor e arranjador mineiro Sergio Santos apresentará canções que marcaram sua carreira ao longo de seus 10 discos. 

O último episódio do Festival trará a culinária europeia de Elenice Altman, neta de portugueses, que, claro, incluirá o bolinho de bacalhau, bolinhas de alheira, arroz de pato e, por fim, manjar de coco com baba de moça.  No encerramento do dia e do Festival, a cantora, compositora e instrumentista portuguesa Sandra Fidalgo estará acompanhada pelo acordeonista e compositor paulista Toninho Ferragutti, para apresentar o repertório do disco Paisagem Verde, lançado pela Borandá em 2019 e que mostra a beleza da mistura musical de Brasil e Portugal.