Engana-se quem pensa que o Carnaval de rua não tem espaço para a música autoral. A prova mais recente de que boas composições podem surgir da folia é a música “Meu Love é Glitter”, parceria entre os blocos “Juventude Bronzeada” e “Roda de Timbau”. Composta por Pedro Thiago “Petê” (instrumentista e regente da Roda) em parceria com a cantora Leopoldina Azevedo (Juventude), a faixa foi lançada na última semana, nas plataformas digitais.

Criada durante o bloco “Pega Que Sara”, em 2018, “Meu Love é Glitter” joga luz sobre a potência composicional dos blocos. “Muitas iniciativas já afirmaram nossa vocação para hits locais, mas o Carnaval ainda é massivamente cover”, reflete Petê. 

Segundo o artista, a letra enfoca desdobramentos de encontros que o Carnaval promove. “A música apresenta a narrativa poetizada de um dia de folião. O refrão, ‘o meu amor está sorrindo purpurina’, vem de uma cena de um casal se beijando e comentando que as bocas estavam cheias de purpurina”, diz.

Produzido por Rodrigo “Boi” Magalhães, da Juventude, o single resulta de um processo de colaboração musical que preservou peculiaridades dos dois blocos. “A ideia de juntar os blocos partiu do Boi, cujo bloco lançou um disco autoral em 2017, o ‘Tropical Lacrador’, com músicas de compositores locais”, relembra Petê, que assina a faixa “Sem Você Para Que Um Grande Amor?”, também com Leopoldina. “Acredito que valorizar o trabalho autoral no Carnaval desenvolve culturalmente a festa e nos torna ainda mais protagonistas desta construção”.

Leia mais:

Compositor francês Michel Legrand, vencedor de 3 Oscars, morre aos 86 anos

Thammy Miranda entra no clima da paternidade e publica 'Diário de um pai'

Projeto oferece abraços em troca de livros no Parque Ecológico da Pampulha