A polícia britânica começou uma investigação para localizar um dos originais de "Grey", sequência da série "Cinquenta Tons de Cinza", que desapareceu da editora Random House na terça-feira (9).

O livro, que chega às livrarias britânicas e inglesas na semana que vem e em setembro no Brasil, reconta a história da trilogia best-seller sob a perspectiva do ricaço Christian Grey.

A editora teme que os responsáveis pelo roubo vazem o romance na internet ou vendam trechos à imprensa. A casa, no entanto, afirmou que não irá dar mais detalhes sobre o caso. "Não faremos nenhum comentário sobre a investigação policial", disse um porta-voz da Random House à BBC.

A autora E.L. James, que recentemente assumiu o controle sobre o roteiro das próximas adaptações cinematográficas de seu romance, diz que Grey é um personagem complexo e que sempre foi fascinada por seus desejos e motivações, além de seu passado "problemático".

O sucesso da série no Brasil é expressivo. Os três livros da série venderam mais de 5,5 milhões de exemplares no país e o primeiro filme da trilogia foi o mais visto nos cinemas brasileiros nos primeiros meses de 2015.