Todo mundo que passa pelos quarteirões da rua Guaicurus, Centro de Belo Horizonte, e nunca entrou naqueles hotéis morre de curiosidade para saber o que acontece lá dentro. A fotógrafa Laura de Avelar é uma dessas pessoas. A diferença é que o interesse pelo desconhecido a impulsionou a fazer a série de imagens “Hotel Esplêndido”, em cartaz a partir desta sexta-feira (6), no Museu Inimá de Paula.

Laura mostra a rotina das prostitutas que trabalham nesses locais. Foram quatro anos de visitas semanais às profissionais do sexo. Muitas se tornaram amigas e a tiveram como confidente. “Toda pessoa gosta quando alguém disponibiliza um tempo para ela”, aponta.

Janelas com os vidros pintados para ninguém de fora ver lá dentro e escadinhas compridas logo na entrada. Sobe e desce de homens. Todo tipo de homem. Com aliança na mão esquerda, com pressa, olhando desconfiado ou nem aí para o que “vão falar”. Sujos, limpos, jovens, velhos. Lá dentro, mulheres igualmente diversas.

Aprendizado

“Aprendi a não julgar o próximo”. Eis a grande lição assimilada pela jovem fotógrafa. Laura diz que usou a habilidade com os cliques como pretexto para entrar nos hotéis e conhecer a história dessas mulheres.

“Na primeira vez, vim com dois amigos fotógrafos. Depois, com meu irmão. Vi que era tranquilo, pois é tudo monitorado e com seguranças”.

Laura conheceu as ocupantes de boa parte dos mais de 20 hotéis da Guaicurus. Ela escolhia um, conversava com os seguranças e batia em cada apartamento para explicar o que planejava às prostitutas.

“Ainda não fui aos hoteis dos gays”, diz. Atualmente, são três locais com esse perfil, que poderão ser visitados em um eventual desdobramento do projeto.

Frutos

O primeiro reconhecimento de “Hotel Esplêndido” veio com o 3º lugar no 14º Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia, conquistado no ano passado.

Os demais louros talvez não valham dinheiro ou troféus. Mas um conhecimento de vida com base no respeito pela escolha de cada um – seja quem sobe a escadinha, seja quem espera lá em cima.

Exposição Hotel Esplêndido. Abertura na próxima sexta-feira (6). Fica em cartaz até 1º de março, no Museu Inimá de Paula (rua da Bahia, 1.201, Centro). Entrada gratuita. Visita guiada pode ser agendada sexta, das 10 às 12h, e dia 26, das 18h30 às 20h30. Inscrições gratuitas pelo telefone (31) 3213 4320.