Museu não é mais um espaço limitado a expor objetos antigos ou contemporâneos. É um complexo cultural, onde não só o aprendizado está em foco, como também a diversão. Por isso, para a “Primavera dos Museus” – programa do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) voltado para as instituições museológicas do país – foi lançado o desafio para que espaços culturais do Brasil inteiro pensassem em ações e soluções em nome de um “Museu Criativo”.

Várias instituições de Belo Horizonte prepararam uma participação na “Primavera dos Museus”, realizada desta segunda-feira (22) a domingo. No Circuito Cultural Praça da Liberdade, dois espaços decidiram participar ativamente da proposta do Ibram: o Museu das Minas e do Metal (MMM Gerdau) e o Memorial Minas Vale.

Dentro do projeto “Língua Afiada”, o MMM promove na quinta-feira, às 19h30, um debate sobre a criatividade, com curadores de dois espaços importantes do país: Eduardo Haesbaert, da Fundação Iberê Camargo (Porto Alegre), e Luiz Alberto Oliveira, do Museu do Amanhã (em construção no Pier Mauá, no Rio de Janeiro).

O Memorial Minas Vale pensou em uma programação bem elaborada. Na quinta-feira, às 20h30, acontece um concerto de câmara com quarteto formado por integrantes da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. No sábado, às 11h e às 13h, acontece uma edição do “Sarau do Memorial”, com participação da escritora Malu Praxedes.

A fina-flor foi guardada para a noite de sexta-feira. Das 18h às 2h30 da madrugada, o edifício localizado na esquina da rua Gonçalves Dias recebe a segunda edição do “Boa Noite Memorial”, com uma vasta e variada programação gratuita.

Os jovens são os mais interessados na ação noturna. “É uma oportunidade para trazer um público diferente para o espaço. É uma programação cultural que busca um diálogo com as manifestações urbanas e, ao mesmo tempo, com as tradições. No mesmo lugar, temos Elvécio Guimarães lendo um texto antigo e uma banda de rock independente”, afirma Wagner Tameirão, gestor do Memorial.

Reflexão e diversão nas atividades

A Fundação Municipal de Cultura (FMC) também participa da “Primavera dos Museus” com alguns de seus principais espaços e centros culturais. Na programação, estão shows musicais, espetáculos teatrais, visitas vendadas (para que as pessoas percebam os espaços por outros sentidos, e não apenas a visão), oficinas e interações urbanas. As principais atividades estão concentradas no Museu de Arte da Pampulha (MAP), Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB) e Centro de Referência de Moda (CRModa).

“Ao propor o tema da criatividade, o Ibram possibilita aos museus a oportunidade para pensar em assuntos que não fazem parte de seu cotidiano. Em um museu de arte contemporânea, a criatividade estará no centro da exposição, mas nos museus históricos, o viés é outro”, afirma o presidente da FMC, Leônidas de Oliveira.

Caminhada

Mesmo com o casarão em reforma, o MHAB preparou uma programação intensa para o próximo final de semana. A intenção é que o público tenha experiências diferenciadas das vivenciadas em qualquer centro cultural da cidade. Para isso, o museu fez parcerias com ações culturais interessantes, como o Tweed Ride – um passeio ciclístico em que as pessoas vestem roupas bem arrumadas, como se estivessem em uma festa retrô. O grupo de dança de jazz Be Hoppers também participa da ação.

Há ainda iniciativas que refletem o reflorestamento e a alimentação. “A programação foi pensada para uma maior integração com a cidade, feita de forma lúdica, com um viés de lazer”, afirma Célia Regina Araújo Alves, diretora do MHAB.

Um dos principais destaques desse museu é a caminhada cultural que acontecerá domingo, às 9h. O museu vinha realizando passeios educativos sobre a cidade no hipercentro e, agora, faz pela primeira vez uma caminhada para pensar na capital como “Cidade Jardim”.

Além de abordar o entorno do museu (localizado no bairro Cidade Jardim), a caminhada vai passar pela praça Marília de Dirceu (no Lourdes) e descer até a avenida Barbacena (no Santo Agostinho). “O passeio é feito com conversas e propostas para um olhar diferenciado para a cidade. O percurso passa por ruas e avenidas arborizadas”, afirma Carolina Vaz de Carvalho, mediadora do setor educativo. Segundo ela, a caminhada demandou um mês e meio de pesquisa.

Destaques da programação

CASA KUBITSCHEK
(av. Otacílio Negrão de Lima, 4188, Pampulha)

– Nesta segunda-feira (22), das 14h às 17h: visita vendada

– Nesta segunda-feira (22), às 16h: Show de Carlinhos Ferreira

CRMODA
(rua da Bahia, 1149, Centro)

– Quinta, às 14h: visita vendada

– Quinta, às 16h: recital didático de Harpa e Oboé com o Duo Capra

– Sexta, às 19h: “A Morte de DJ em Paris”, com Luiz Arthur

CRAV
(av. Álvares Cabral, 560, Centro)

– Desta segunda-feira (22) a quarta, das 8h às 12h: Oficina de conservação preventiva do patrimônio audiovisual. Introdução ao universo da preservação de filmes em película

MAP
(av. Otacílio Negrão de Lima, 16.585, Pampulha)

– Quarta, das 14h às 17h: Oficina de Pop-Up

– Sexta, às 14h: aula aberta com o professor Rodrigo Vivas, da Escola de Belas Artes da UFMG

– Sábado, às 15h: “Acontecimento em Vila Feliz”, da Cia Pierrot Lunar.

– Domingo, às 11h: show de Laura Lopes

MHAB
(av. Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim)

– Quinta, às 20h: Concerto “Choros de Câmara no Museu”

– Sábado, das 14h às 18h: Estação Bomba Verde (stand de produção de bombas de sementes com a missão de reflorestar a cidade)

– Sábado, das 14h às 19h: Tweed Ride (encontro e passeio de bicicleta em trajes elegantes, que engloba piquenique, música e dança e conta com participação do grupo Be Hoppers)

– Sábado, das 14h30 às 16h:

Oficinas Hortas Urbanas – Slow Food

– Domingo, às 9h: Caminhada cultural pela Cidade Jardim

Toda a programação é gratuita. Oficinas e visitas guiadas podem ser agendadas pelo e-mailcb.fmc@pbh.gov.br.

Para o Museu Histórico Abílio Barreto, use o e-mail educativomhab@pbh.gov.br