Que ninguém estranhe o fato de a Letras e Pontos estar inaugurando só agora, em setembro, a edição 2014 do projeto “Diálogos a Três” – mais precisamente, neste sábado (6). Depois de uma leve pausa, a organizadora Dagmar Braga “entrega”: “É que passei por uma cirurgia cardíaca”. Totalmente recuperada (“estou voltando a toda”, avisa), a idealizadora do espaço cultural arregaça as mangas e recebe, a partir das 11h, o presidente da Câmara Mineira do Livro e o nome por trás da Livraria Quixote, Alencar Perdigão, o poeta, produtor cultural e editor Eduardo Lacerda (de Porto Alegre) e o escritor Luiz Giffoni.

O encontro vai girar em torno do tema “O escritor, a literatura e o mercado editorial”. “Bom, acredito que essas três pontas do processo estarão bem representadas na mesa de discussão. O Eduardo é editor da Patuá, que está emplacando muita gente boa, com finalistas em prêmios de renome. Um rapaz jovem e que também é um poeta. Conheci seu trabalho no início do Letras e Pontos, em 2007, quando esteve aqui, em BH, para lançar o jornal ‘Casulo’, de literatura”, rememora Dagmar.

Eduardo Lacerda, portanto, poderia opinar sobre o assunto tanto do ponto de vista do editor quanto do escritor. Já Alencar, lembra Dagmar, “tanto é livreiro quanto editor”.

“E o Giffoni, ele próprio editava seus livros e os distribuía, ou seja, as três partes conseguem lidar com essas questão da inserção da literatura no mercado e a situação do escritor nesta inserção, sob mais de um prisma. Achei que a presença deles ia enriquecer bem o debate”.

No dia 11, a poeta Mariana Botelho e a cantora e compositora Déa Trancoso são as convidadas do “Sarau Letra Viva” que promove apresentações literárias, visuais, musicais e dramáticas sobre temáticas livres, conduzidas por um escritor e um artista de outra linguagem.

Em 2014, a programação, com entrada gratuita, é realizada por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e acontece até o mês de novembro, na sede do Letras e Ponto (Rua Aimorés, 388 / 501-502, Funcionários – Informações: (31) 2516-2973 e 9356.1398. Site: letraseponto.com.br.

18º Edital da Lei Estadual de Cultura é lançado

A Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais (SEC-MG) lançou nessa sexta-feira (5), por meio da Diretoria da Lei de Incentivo à Cultura da Superintendência de Fomento e Incentivo à Cultura – a 18ª edição do Edital da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (LEIC) de Minas Gerais. O edital foi publicado no “Minas Gerais”, Diário Oficial dos Poderes do Estado e pode ser acessado também por meio do site da Cultura (goo.gl/j38oYh). As inscrições estão abertas até 6 de outubro. Dentro dos objetivos previstos no Art. 1º da Lei 17.615 de 2008, o edital apresenta critérios de seleção mais detalhados. Também estabelece a pontuação mínima de aprovação em 70 pontos e insere um redutor de cinco pontos para o segundo projeto apresentado pelo mesmo empreendedor.

Outra novidade é a ficha de pré-inscrição online, com acesso pelo site da Secretaria de Estado de Cultura. O preenchimento e o envio dos demais documentos são pré-requisitos. Além disso, a edição 2014 dispensa a apresentação de dossiê das atividades na área artística cultural do empreendedor, exclusivamente para os proponentes que comprovarem ter aprovado projetos nos editais de 2012 e 2013, mediante apresentação dos certificados de aprovação.