Belo Horizonte ganha mais um centro cultural. O novo Espaço Suricato será inaugurado na rua Souza Bastos, 175, na Floresta, nesta sexta-feira (27), às 19h. O local contará com espaço para pequenos shows, oficinas e exposições dos participantes da Associação de Trabalho e Produção Solidária – Suricato. O grupo existe há exatos dez anos mas até agora tinha atuação pulverizada em vários centros comunitários na capital.

A Associação é formada por pessoas com sofrimento psíquico. Elas utilizam o sistema de tratamento mental com base no trabalho e na criatividade. O sistema tem sido adotado em BH desde os anos 1990.

No ano passado, a Associação teve uma experiência de três meses no bairro Serra. No local, além do showroom com os produtos criados pelos participantes, a Suricato também abriu espaço para as possibilidades de manifestações culturais e gastronômicas. No novo endereço, essas participações continuarão.

Entre as criações dos 42 participantes, com idades entre 21 e 80 anos, estão trabalhos em madeira, marchetaria, mosaico em cerâmica, objetos de decoração e mobiliário, além de bordados e costura.

“Eles utilizam os elementos da arte e da cultura para abordar a loucura”, diz a terapeuta ocupacional Marta Soares, integrante do grupo idealizador da Suricato.

“Temos rigor no trabalho. As pessoas compram não porque estão com pena, mas porque as peças são bonitas”, defende Marta. Ainda neste mês, acrescenta ela, o site www.suricato.org.com será colocado no ar. “Imaginamos que a capacidade de pedidos deva aumentar”, prevê.

Nesta sexta, às 20h, no novo espaço com capacidade para 200 pessoas, haverá apresentação da performance “Poesia Biossonora”, do poeta Walmir Silva de Andrade. Às 21h, é a vez do grupo Brasil com S de Choro e MPB se apresentar.