Obras de Tom Jobim, Egberto Gismonti, Guido Santórsola, Oscar Lorenzo Fernandez serão executadas pelo violonista gaúcho Daniel Wolff em concerto que acontece na próxima terça-feira, às 20h30, na Fundação de Educação Artística. “Na verdade, minha formação é clássica, mas também trabalho com música popular. Gosto de misturar esses estilos nos concertos”, avisa o violonista, que também executa composições próprias.
 
Na realidade, a apresentação marcará o encerramento da passagem de Wolff por BH, que inclui uma maratona de atividades. Neste sábado (26), ele ministra masterclass das 10 às 19 horas, no Atelier Dudude Herrmann. Já na segunda, das 14 às 16 horas, na Escola de Música da UFMG, um workshop.
 
Wolff ressalta essa programação – que abre o projeto “Violão Intercâmbio”. “Também sou professor na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. E sempre procuro aliar as apresentações a atividades didáticas”, frisa ele, cuja principal investida nessa área é o “Festival Internacional de Violão”, no RS. Normalmente realizado em junho, este ano, por conta da Copa do Mundo, será em setembro.
 
Projetos

O violonista tem vários projetos em vista. Em maio, lança o CD “Canção do Porto”. E segue em turnê que inclui Peru, Uruguai, Argentina, México e Itália. Músicas de sua autoria também pontuam o espetáculo “Quadresscências”, parceria com a Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul e a Companhia de Dança de Caxias do Sul.
 
E tem mais. Composições dele serão executadas na cidade alemã de Druschsal. Não bastasse ainda tem o “Sarau no Hospital”. “A gente percorre hospitais e clínicas com professores e alunos da UFRS, tocamos para as pessoas”, ressalta.
 
Daniel Wolff – Dia 29, às 20h30, na FEA (rua Gonçalves Dias, 320). R$ 2. Para da masterclass, os interessados devem se inscrever pelo e-mail violao.intercambio@gmail.com. Valores: R$ 120 (executantes) e R$ 50 (ouvintes). O workshop é gratuito e as senhas serão distribuídas no local.