Presente para Belo Horizonte

Opinião / 12/12/2014 - 07h37
Marcio Lacerda - Prefeito de Belo Horizonte
 
Ao completar 117 anos, Belo Horizonte tem muito o que comemorar. O desenvolvimento econômico e social da nossa cidade ao longo dos últimos anos levou BH a ser apontada como a melhor capital do Brasil em pesquisa nacional realizada pela conceituada empresa de consultoria Delta Economics & Finance, especializada em pesquisas econômicas e financeiras para municípios e outras esferas.
 
A pesquisa avaliou 5.564 municípios brasileiros, considerando um conjunto de 77 atributos distribuídos em dez dimensões. Essa análise gerou o Índice das 100 Maiores e Melhores Cidades do Brasil (BCI 100). Belo Horizonte conquistou o posto de melhor cidade entre todas as capitais do país.
 
Este prêmio vem se somar a outros que a capital mineira tem conquistado por organismos como a ONU e o Unicef, mostrando que Belo Horizonte tem hoje o reconhecimento nacional e internacional em função de suas políticas públicas que culminam em uma qualidade de vida cada vez melhor para a nossa população.
 
Apenas para citar algumas destas conquistas podemos falar da área da educação. Este ano, por exemplo, alcançamos o melhor Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do Brasil entre as capitais acima de 2 milhões de habitantes. Belo Horizonte se transformou ainda em referência nacional e internacional na implantação de Parcerias Público Privadas (PPP), modelo adotado na construção de Umeis (Unidades Municipais de Educação Infantil) e que foi destaque mundial como um dos mais inovadores e inspiradores do mundo pela publicação “Infrastructure 100”, do “Financial Times”. Ainda em 2014, recebemos pela primeira vez do Ministério da Educação o título de “Município Livre do Analfabetismo”.
 
Na saúde, Belo Horizonte alcançou um resultado histórico em um importante indicador: reduzir a mortalidade infantil para um dígito. Em 2005, a taxa era 14,36 óbitos por mil nascidos vivos e, em 2014, o município chegou a 9,7 óbitos por mil nascidos vivos. As ações desenvolvidas na capital superaram metas traçadas pela ONU para 2015, por meio dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Levantamento do Ministério da Saúde também mostrou que a cidade tem o melhor atendimento do SUS entre as grandes capitais brasileiras e somos a capital com maior percentual de cobertura do programa de Saúde da Família.
 
Resultados como estes não são obra do acaso e sim fruto do trabalho e da parceria poder público e sociedade em função do objetivo comum de melhorar a qualidade de vida dos que escolheram Belo Horizonte para viver, trabalhar, estudar, criar seus filhos e seus netos. Estes resultados nascem do planejamento de curto, médio e longo prazo, que avalia e aperfeiçoa os métodos e as estratégias em prol de políticas públicas eficientes com o uso responsável e transparente do dinheiro do cidadão.
 
Aprendemos a cada dia que a cidade é dinâmica e que por este motivo é preciso renovar, buscar novos caminhos e dar consistência às conquistas. Como está fazendo, nesta data, o jornal Hoje em Dia, que chega aos seus leitores com uma nova roupagem, um novo projeto gráfico. Sem abrir mão de seus objetivos e de sua missão, o jornal se repagina e se moderniza para enfrentar os desafios de novos tempos. Um presente para Belo Horizonte nesta data tão especial.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários