A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) vai destinar R$ 42,9 milhões do Fundo Estadual de Saúde para o custeio das cirurgias eletivas no Estado.

A medida foi tomada nesta sexta-feira (28) durante reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e visa garantir o pagamento e a realização de novos procedimentos em Minas Gerais.

A decisão foi tomada em conjunto entre a SES-MG e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems MG). Os valores servirão para pagamento das cirurgias realizadas desde março de 2015 e também para a realização de novas cirurgias. Segundo cálculos da SES-MG, os valores serão suficientes para manter as cirurgias até o fim de setembro.

O esforço agora é para que haja uma equidade entre os municípios, ou seja, que a cobertura melhore naqueles em que ainda há baixa cobertura de procedimentos.

Para a continuidade da estratégia a partir de outubro, a Secretaria estuda revisão nos protocolos, especialidades que devem ser priorizadas e são indicadas para cada caso, entre outros. O objetivo é que evitar gargalos e promover a equidade no Estado.