O “Outubro Rosa”, campanha internacional de conscientização contra o câncer de mama, ganhou reforços de grandes marcas e estabelecimentos comerciais, que aderiram ao movimento para incentivar mais mulheres a realizarem o autoexame e chegarem ao diagnóstico precoce da doença.

Em Minas, a fabricante de alimentos congelados Forno de Minas firmou parceria com três redes de supermercados para que, a cada 100 pacotes de waffles vendidos, um de 400 gramas de pão de queijo seja doado ao Instituto Mário Penna, instituição filantrópica vinculada ao hospital de mesmo nome que, desde 1971, trabalha na prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer em Minas Gerais.

“É o segundo ano que a empresa participa da iniciativa, que espalhou-se pelo Brasil. É um movimento de conscientização mesmo, para as pessoas entenderem que prevenir é o melhor remédio e que fugir é pior”, afirmou a diretora de Comunicação e Recursos Humanos da Forno de Minas, Hélida Mendonça.

Além das consumidoras, a fábrica vem buscando chamar a atenção das funcionárias. Todas as sextas-feiras deste mês, elas são convidadas a ir de roupa rosa e a participar de atividades que reforçam a importância de estarem atentas à saúde e ao próprio corpo.

Também no clima da campanha, a casa noturna sertaneja Wood’s BH é outra adepta do movimento. Desde a decoração, passando pela iluminação da fachada, uniformes, até as peças gráficas do estabelecimento, a cor rosa predomina. No próximo dia 18, todas as 16 unidades da casa no país realizarão a temática “Festa Rosa”.

“A maior parte do nosso público é feminina, o que nos dá mais força para conscientizá-la sobre o câncer de mama, o segundo mais frequente no mundo. Até os homens têm nos dado um retorno positivo, dizendo que estão alertando as mulheres sobre o autoexame”, disse o sócio do empreendimento, Alexandre Pampolini.

Justa causa

Já a Bombril lançou chaveirinhos (miniaturas da embalagem da lã de aço) para serem comercializados na loja da marca, em São Paulo, e está vendendo pulseiras com o símbolo da campanha para a ONG paulista Orientavida, responsável pela realização de palestras socioeducativas e mamografias a bordo de um caminhão que percorre o interior do Brasil.

No caso da marca de maquiagens e esmaltes Revlon, promover o rosa e associar a cor à autoestima das mulheres tem sido tarefa fácil e gratificante, segundo a coordenadora de Marketing da empresa no Brasil, Luana Almeida. “Tematizamos nossas redes sociais e, por meio de um aplicativo, nossas seguidoras tiram a ‘sorte do dia’. Fizemos diversas artes inspiradas nos nomes de cores em tons de rosa que temos no nosso portfólio. As mulheres são ligadas nessas coisas”, afirmou.


Campanha surgiu em 1990

A campanha “Outubro Rosa” teve início em 1990, com a primeira edição da Corrida pela Cura, realizada em Nova York. Durante o evento, foram distribuídos, pela primeira vez, lacinhos cor de rosa para despertar na população a consciência sobre a importância de realizar exames capazes de levar ao diagnóstico precoce da doença, aumentando as chances de cura.

Em Minas, neste ano, o movimento conta com dez caminhões equipados com mamógrafos capazes de fazer 50 exames por dia, cada um. O veículo vai percorrer o Estado ao longo deste mês. A campanha é direcionada, principalmente, às mulheres de 40 a 69 anos.

Atualmente, o câncer de mama é o segundo tipo mais frequente em todo o mundo, respondendo por 22% dos casos novos anuais. A estimativa do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) é de que mais de 57 mil novos casos sejam identificados neste ano.