Estudantes de 6 a 14 anos retornam às atividades presenciais nesta segunda-feira (21) em BH após mais de um ano longe das escolas por conta da pandemia. No entanto, os pais devem ficar atentos para saber se os filhos podem ou não frequentar os colégios. Na rede municipal, apenas crianças de até 9 anos serão recebidas pelas instituições, enquanto nas particulares as aulas serão para os ensinos infantil e fundamental.

Por conta dessa diferença, a PBH recomenda que os responsáveis consultem as unidades antes de levar os alunos ou esperam o contato das diretorias. “Famílias, vocês devem aguardar segunda-feira conforme foi definido até agora. A partir daí, as escolas vão entrar em contato, porque aí novas definições vão se dar”, aconselhou a secretária de Educação, Ângela Dalben.

aulas

 Na volta às aulas em BH, estudantes deverão ficar a uma distância mínima de até dois metros 

Por enquanto, atividades da rede municipal dos alunos entre o 1º e 3º anos terão duração de quatro horas, com grupos de seis crianças, conforme planejado anteriormente pela PBH. Com as novas possibilidades apresentadas na semana passada, como a liberação de alunos de até 14 anos e o horário integral para o infantil, o plano de atendimento será adequado pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) nos próximos dias.

Na rede particular não há restrições ao ensino fundamental, nem mesmo em relação à carga horária, que será definida por cada instituição. Mas as escolas só poderão receber estudantes se respeitados distanciamento de pelo menos 2 metros nas salas de aula, boa ventilação cruzada, o uso de máscara e a disponibilidade de itens para higienização pessoal.

Famílias, vocês devem aguardar segunda-feira conforme foi definido até agora. A partir daí, as escolas vão entrar em contato, porque aí novas definições vão se dar” (Ângela Dalben, secretária municipal de Educação)

O retorno só será permitido caso as unidades tenham capacidade de cumprir o protocolo. “Cada escola vai analisar suas condições de organização. As bolhas vão estar diretamente relacionadas ao tamanho da sala e ao distanciamento entre as crianças”, explicou a gestora.

A partir do cumprimento das regras, cada escola terá autonomia para definir tempo, dias e metodologia de ensino, inclusive do regime remoto para os pais que optarem por manter os alunos nas aulas on-line.

Leia mais:
Alunos de 85 escolas estaduais voltam às aulas em Minas nesta segunda-feira; veja lista