Jovens e adultos de Ribeirão das Neves tiveram a oportunidade de realizar o sonho de fazer uma curso superior com bolsa de estudos de até 90% neste domingo (13). A ação empenhada pelas Faculdades Promove e Kennedy, pela Universidade Unincor e pela Fundação Hilton Rocha na Escola Estadual Cidade dos Meninos custeará estudos de candidatos que tiverem bom desempenho no vestibular unificado aplicado nesta manhã. 

São mais de 30 cursos ofertados, dentre eles Administração, Engenharia Mecânica, Direito, Nutrição e Enfermagem. Além das bolsas, as universidades oferecem simultaneamente o financiamento da mensalidade. 

Esta é a nona edição do Ação Promove em Ribeirão das Neves. A atividade teve número recorde de candidatos a uma vaga no vestibular: só nesta manhã, cerca de 600 alunos fizeram a prova. A parceria entre o município e as faculdades se iniciou em 2012, por iniciativa do vereador Vanderlei Delei (PTC). 

Ele lembra que a ação é essencial para que a população do município possa ser contemplada por cursos de graduação. “Nós sentimos que havia uma grande demanda de estudantes interessada em fazer faculdade. É importante mostrar para as pessoas que o ensino superior não é mais um bicho de sete cabeças. Ele está à disposição de todos e a concessão de bolsas facilita bastante o acesso”, afirma. 

A estudante Sabrina Soares, de 16 anos, espera poder cursar Estética e Cosmética com financiamento e bolsa. A jovem se decidiu pela carreira porque deseja poder cuidar da autoestima das pessoas e aguarda o resultado da seletiva. “Essa ação é importante para jovens de baixa renda, que muitas vezes não têm condições financeiras de pagar uma faculdade cara. É legal que nós podemos conseguir uma bolsa e o parcelamento do curso”, diz. 

A Escola Estadual Cidade dos Meninos, que sediou o evento, forma cerca de 460 alunos no ensino médio todos os anos. Anfitriã, a diretora Elenilda Aleixo Soares diz que procura motivar e conscientizar os estudantes sobre a importância de realizar um curso superior. Ela explica que a ação fez com que mais jovens pudessem ver a graduação como uma possibilidade real, e não apenas um sonho distante.

“Quando há uma iniciativa como esta dentro do município a vida do estudante é facilitada porque ele não precisa ir fazer vestibular em Belo Horizonte. Estamos em uma região muito carente, e uma questão como essa é um impasse por causa das dificuldades financeiras e de deslocamento. Então, quando trazem essa ação para perto, a possibilidade do jovem comparecer é muito maior”, destaca.

Cerca de 4 mil estudantes já conseguiram bolsas de estudo através da Ação Promove. O diretor administrativo das Faculdades Promove e Kennedy, Paulo Linhares, lembra que a expectativa é de que o número de oportunidades siga expandindo para que mais pessoas tenham acesso ao ensino superior. 

Paulo reforça a importância de parcerias sociais como esta para beneficiar a população. “As lideranças comunitárias empenhadas em ajudar pessoas a ingressar no ensino superior são fundamentais nesses eventos, assim como nossos apoiadores. A ação integra a população e a faculdade”, argumenta.

A atividade teve o apoio dos parceiros Vitallis Plano de Saúde, Conecte Inovação, Big Shopping, Clínica de Estética Larissa Jordão e Jornal Hoje em Dia.


Atendimentos sociais


O evento também levou à população de Ribeirão das Neves atendimentos sociais gratuitos, como exames oftalmológicos e odontológicos, medição de pressão e de glicose e oficina de estética e beleza. Cerca de 150 profissionais trabalharam na ação que já atendeu 20 mil pessoas no primeiro semestre de 2016. 

O técnico em segurança do trabalho, Miguel Martins, de 54 anos, levou a mulher e a filha para realizarem exame de vistas. “Minha menina, de 13 anos, já estuda aqui no Cidade dos Meninos e comentou comigo da ação. O custo de vida está muito alto e nós não temos condições para pagar tudo, então é muito bom quando nos oferecem oportunidades como essa. Temos que aproveitar”, conta.

Feitos pelos próprios estudantes dos cursos superiores e pelas empresas parceiras, os atendimentos são uma boa oportunidade para que os graduandos possam pôr em prática o conhecimento aprendido em sala de aula. Maria Lúcia Donati se voluntariou para medir pressão e o nível de glicose da população. Aos 49 anos, a aluna do primeiro semestre Enfermagem conta que finalmente teve oportunidade de fazer um curso superior. 

Ela participou de uma Ação Promove em junho deste ano, no município de Santa Luzia, e conseguiu bolsa de 50% para ajudar no custeio dos estudos, iniciados em agosto. Empolgada, Maria Lúcia conta que está se dedicando bastante à graduação. “Meu sonho era fazer faculdade e isso só foi possível por causa da bolsa. Fiquei muito feliz porque queria estudar desde nova, mas nunca tive condições financeiras. O curso é muito puxado, mas é muito bom”, diz.