Em 2021, Minas Gerais gerou 305.182 empregos formais, segundo dados do novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. Foram contratados 2.202.162 trabalhadores e demitidos 1.896.980.

De acordo com o Caged, todos os setores registraram desempenho positivo no Estado, especialmente serviços, que criaram 124.079 vagas no ano passado. O comércio gerou 68.846 empregos; a indústria, 65.587; a construção civil, 31.804; e a agropecuária criou 14.866 postos e trabalho.

Ainda assim, em dezembro de 2021, o saldo de empregos formais em Minas ficou negativo em 22.771, com 150.587 contratações e 173.358 desligamentos. O resultado é inferior a novembro, que registrou saldo positivo de 21.240 empregos formais, e dezembro de 2020, quando o saldo ficou negativo em 11.946, informa o Caged.

Em relação aos setores, em dezembro do ano passado apenas o comércio apresentou saldo positivo, com a abertura de 2.970 vagas formais.

Brasil
O país também fechou 2021 com saldo positivo de empregos. Foram gerados 2,73 milhões de postos de trabalho com carteira asssinada, com 20.699.802 contratações e 17.969.205 demissões.

Assim como ocorreu em Minas, dezembro do ano passado registrou mais demissões no Brasil, com o corte de 265.811 vagas, do que no mesmo mês de 2020, quando foram encerrados 157.474 empregos.

(*) Com Agência Minas

Leia mais:

Monte Verde, no Sul de Minas, é a sexta cidade mais acolhedora do mundo, segundo site de turismo
Barragem de rejeitos em Rio Acima sai do nível 2 de risco, diz mineradora CSN