Minas Gerais já possui neste ano 332 mortes notificadas por gripe. Dessas, 68 foram confirmadas como decorrência do vírus influenza A e apenas dois por Influenza B, que são os tipos mais comuns de vírus. Os números são da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Segundo a pasta, foram notificados ao todo 3.272 casos de doenças respiratórias graves (chamadas SRAG), sendo 1.592 delas com amostras coletadas. Desses casos, 269 (16,9%) foram classificados por Influenza, e os outros 22 (1,4%) tiveram outros vírus como causadores. Dos relacionados especificamente à Influenza, 255 foram diagnosticados com Influenza A e 11 com Influenza B.

Segundo a secretaria, com as temperaturas mais baixas no Estado é comum o aumento nos casos do número de gripes registrados. Podendo ser causada pelos vírus A, B ou C, os que têm mais incidência nesses períodos são os tipos A e B, coincidentemente os que merecem maior atenção. Esses tipos de vírus são os responsáveis por doenças respiratórias com duração de mais de quatro semanas, e com maior taxa de hospitalização e morte por pneumonia.

Leia mais:

Confira dicas de como evitar as infecções respiratórias neste inverno

Casos de H1N1 superam em 22% número registrado em 2013, no auge da epidemia

Minas Gerais já registra mais de 2.500 mortes por pneumonia em 2016; saiba mais sobre a doença