Após a decisão do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, na última sexta-feira (28), de adiar a volta às aulas na rede pública e privada, algumas cidades da região Metropolitana da capital ainda não definiram a data de início do ano letivo.

Em Betim, os alunos dos 7º, 8º, 9º anos e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) retornaram às aulas nesta segunda-feira (31). Os alunos da educação infantil, de creches conveniadas, dos Centros Infantis Municipais e do 1º ao 6º ano retornam em 14 de fevereiro.

De acordo com a Prefeitura, todas as unidades escolares estão preparadas para o retorno seguro cumprindo todos os protocolos de biossegurança. Além disso, o Centro de Controle Pandêmico conta com uma equipe multidisciplinar de saúde, à disposição para cuidar de servidores e alunos que apresentarem sintomas de problemas resporatórios.

Em Contagem, servidores da educação retornam em 7 de fevereiro. O início do ano letivo e a volta às atividades presenciais obrigatórias dos estudantes estão previstos para 9 de fevereiro. Segundo a Prefeitura, o cronograma se aplica às unidades da rede municipal de ensino, rede conveniada e Funec, em todas as faixas etárias. A rede privada tem autonomia para definir o próprio calendário escolar. Os protocolos sanitários nas unidades de ensino, tais como uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento linear de um metro, estão mantidos.

A Prefeitura de Pedro Leopoldo informou que ainda na tarde desta segunda-feira (31), o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 se reúne para decidir se o retorno das aulas será híbrido ou totalmente presencial. A decisão será anunciada com a publicação de um decreto até o final do dia.

Nesta segunda (31), a Prefeitura de Nova Lima também consultou o Comitê de Enfrentamento à Covid-19, que autorizou o retorno das aulas presenciais para todas as turmas.

Em Santa Luzia, a volta às aulas foi confirmada para 4 de fevereiro. Todas as faixas etárias das escolas municipais, estaduais e particulares estão autorizadas a iniciar o ano letivo.

A Prefeitura de Lagoa Santa ainda não definiu a data de retorno das aulas.

O Hoje em Dia entrou em contato com a Prefeitura de Ribeirão das Neves e aguarda retorno.

Leia mais:
Baccheretti espera pico da pandemia em Minas nesta terça, com quase 50 mil casos em 24h
Gasolina passa dos R$ 7 em postos da Grande BH; preço médio é de R$ 6,90, aponta pesquisa