A apresentação do teste negativo para a Covid-19 junto ao comprovante de vacinação completa contra a doença serão exigidos a partir desta segunda-feira (31) para entrada em eventos realizados em Belo Horizonte. 

A exigência, tomada como forma de tentar frear a alta disseminação de casos de Covid-19 na capital mineira, vale para jogos de futebol, corridas de rua, eventos particulares e atividades realizadas em casas de shows e espetáculos, casas de festas, discotecas, danceterias, salões de dança e espetáculo circense. 

O certificado de imunização, assim como o resultado negativo em testes do tipo RT-PCR ou rápido de Antígeno, realizados até 72 horas antes do evento, devem ser cobrados tanto do público como de funcionários. 

Veja o que muda:

Jogos de futebol

A partir desta segunda, a testagem e a declaração serão cobradas juntas. Sendo assim, aqueles que compraram o ingresso para o jogo entre Brasil e Paraguai, no Mineirão, na terça-feira (1°), terão de apresentar o exame e o cartão de vacinação contendo, ao menos, duas doses. 

A testagem de funcionário, assim como a conferência dos documentos, fica sob responsabilidade dos organizadores do evento. 

Festas e shows

Anteriormente, para realização de festas e eventos em casas de shows e espetáculos, casas de festas, discotecas, danceterias, salões de dança e espetáculo circense, a apresentação do comprovante de vacina ou teste positivo para a Covid apenas era exigido em atividades com público superior a 2 mil pessoas ou com com previsão de show e serviço de alimentação para público em pé ou espaço que possibilite dança.

A partir de hoje, a medida será válida para acesso a qualquer tipo de evento, independente do tamanho.

Leia mais:
Disseminação da Ômicron deixa mais de 530 crianças doentes por dia em Minas
PBH vai se reunir com representantes do comércio para discutir sobre funcionamento durante Carnaval
Diante de protocolo sanitário mais rígido, promotores de eventos esperam recuo da prefeitura de BH