Em Minas, 410 cidades estão em situação de emergência, por conta das fortes chuvas que atingiram Minas Gerais, desde outubro do ano passado. Em muitas localidades, moradores puderam deixar abrigos e casas de parentes e amigos e puderam voltar para casa, para avaliar os estrados e limpar. Mas o número de pessoas que estão fora de casa por causa de alagamentos e enchentes cresceu. É o que revela o boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual neste domingo (30).

Até sábado (29), havia 8.109 pessoas desabrigadas, ou seja, precisam de um abrigo público ou habitação temporária, porque o domicílio sofreu ameaças ou danos. Neste domingo, o número passou para 8.133. Já outras 48.927 pessoas desocuparam as residências e foram para a casa de parentes ou amigos; no balanço anterior, o número chegava a 48.794 habitantes nesta situação. 

Ao todo, mais de 57 mil pessoas dependem de ajuda e solidariedade para retomar suas vidas, já que muitas delas perderam tudo.

O período chuvoso já deixou 25 mortos espalhados por 18 municípios mineiros. Entretanto, as vítimas da tragédia de Capitólio, no Sul do Estado, ainda não foram contabilizadas - elas serão incluídas após o fim das investigações.

Previsão do Tempo

Neste domingo, a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de chuva e ventos fortes em mais da metade das cidades mineiras. Em Belo Horizonte, a Defesa Civil Municipal informou que o tempo é instável com indicativo de chuvas localizadas, de curta duração e de intensidade moderada.

Leia também

BH está sob alerta de pancadas de chuva até a manhã de segunda-feira
Bandeira de escassez hídrica deve ir até abril, diz ministro de Minas e Energia