Estudantes da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) estão fazendo convocações pelas redes sociais para uma manifestação na próxima quarta-feira (2), contra a decisão da instituição em adiar o início das aulas presenciais para o dia 19 de fevereiro. De acordo com as publicações, o protesto vai acontecer às 10h, na portaria principal do campus no bairro Coração Eucarístico. 

O anúncio da mudança da data do início do período letivo presencial pela instituição de ensino foi feito nessa sexta-feira (28) e pegou os estudantes de surpresa. De acordo com o estudante de jornalismo, Luiz Otávio Santos, de 18 anos, no dia anterior, a universidade havia enviado um comunicado informando que o retorno ao campus aconteceria no dia 2 de fevereiro, junto ao início das aulas. 

“Na verdade a PUC emitiu um e-mail confirmando as aulas presenciais, afirmando que tudo voltaria no dia 2, conforme estava combinado, seguindo todas as medidas de segurança. No dia 28, às 6h, ela emitiu um novo comunicado, informando o adiamento das aulas devido ao aumento do número de casos da Covid-19, e que as aulas remotas continuam até o dia 19 de fevereiro”, contou Santos.

Em um comunicado enviado à imprensa, a universidade informou que a medida que alterou a decisão anterior foi possível a partir da decisão do Conselho Nacional de Educação (CNE), divulgado na quinta-feira (27), que respalda a manutenção “temporária e de curto prazo” das aulas de regime remoto. 

Conforme Luiz Otávio, que faz parte do grupo de representantes de turma do seu curso, os alunos entraram em contato com as coordenações no dia 17 de janeiro, alertando sobre os riscos do adiamento das aulas, visto que muitas pessoas não moram em Belo Horizonte, já estavam pagando aluguel e se deslocaram para a capital. “Na época, as coordenadoras disseram que, provavelmente, isso não aconteceria, mas caso ocorresse, seria feito em tempo hábil”. 

Além de adiar o retorno presencial, a PUC Minas também divulgou o reajuste de 10% na mensalidade para o novo período letivo. “A faculdade informou que esse reajuste era por causa do retorno às aulas para o presencial. Coisa que, pelo visto, não irá acontecer tão cedo”, disse o estudante de jornalismo.

Indignação 

No perfil do Twitter em que foi publicada a convocação para a manifestação, os alunos da PUC Minas levantaram a frase #pucminasondevocenaopodepisar em referência ao tempo em que estão fora da universidade e em regime remoto, devido à pandemia da Covid-19.  

Um usuário da rede social disse ter desconfiança quanto ao tempo em que a instituição afirmou que voltará para o atendimento presencial.

Leia também
Minas bate recorde de mortes por Covid-19 em janeiro pelo segundo dia seguido
Canela, lixa d'água, café: itens 'estranhos' em lista de material escolar podem ser denunciados