Uma mulher que estava foragida desde outubro de 2021 foi presa no último sábado (22), em Belo Horizonte. De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais, ela é condenada por tráfico de drogas e estava em prisão domiciliar desde o início da pandemia da Covid-19. Mas, contrariando o que foi estipulado pelo Tribunal de Justiça, ela fez uma viagem de turismo para Campos de Jordão, em São Paulo. E fez várias postagens em suas redes sociais, comprovando que estava fora de Minas.

Ainda segundo o MPMG, em maio deste ano, a mulher apresentou um comprovante de endereço de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. E a Justiça determinou que a tornozeleira eletrônica fosse retirada. 

Momentos antes da prisão na capital mineira, a Polícia Militar esteve no endereço de residência da mulher. No local, os militares foram informados de que o apartamento tinha sido alugado para outra pessoa há dois meses. A suspeita do Ministério Público é de que a mulher apresentou um documento falso, para que o processo fosse transferido para a comarca de Ribeirão das Neves e, assim, o aparelho de monitoramento fosse retirado. 

A promotoria pediu a revogação da prisão domiciliar e o Juízo da comarca de Ribeirão das Neves determinou a suspensão do benefício e a expedição de mandado de prisão.  

Leia também
Chuva faz dengue disparar 94% em apenas cinco dias em Minas
Registros de compra e venda de imóveis cresceram 33% em Minas, em 2021