Para tentar frear a curva ascendente de casos de Covid-19, a Prefeitura de Belo Horizonte determinou que será obrigatório teste negativo e comprovante de vacinação, juntos, em todos os eventos que ocorrerem na capital a partir de segunda-feira (31). O anúncio foi feito pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD), nesta quarta-feira (26), durante entrevista coletiva.

Sobre o Carnaval, o prefeito afirmou que não haverá feriado na capital durante a época da folia e mandou um recado para o comércio. "Abram as portas, queremos uma cidade normal", completou.

De acordo com o gestor, nenhuma festa está confirmada ainda pois os alvarás ainda não foram aprovados. Ele afirma que o tema ainda será discutido. "Esse assunto nós vamos dedicar um momento. Como é uma onda que tem um prazo de duração, achamos que podemos dar um tempo para definie alguma coisa", afirmou o mandatário.

Brasil x Paraguai

Os torcedores que compraram o ingresso para o jogo entre Brasil e Paraguai, no Mineirão, na próxima terça-feira (1°), terão de apresentar o teste negativo e o cartão de vacinação. 

Diferente do protocolo estabelecido pela Federação Mineira de Futebol (FMF), que terá público máximo de 20 mil pessoas nas duas primeiras rodadas do Estadual, a partida entre as seleções contará com carga máxima de bilhetes vendidos. 

“Os ingressos já estão vendidos, e será a testagem, segundo o protocolo da CBF. Testagem e vacina para todo mundo”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.

Leia Mais:
BH vai adiar volta às aulas de crianças de 5 a 11 anos para 14 de fevereiro, diz Kalil