As buscas para localizar as últimas seis vítimas da tragédia de Brumadinho seguirão até que todos os corpos sejam encontrados, afirmou o governador Romeu Zema (Novo) nas redes sociais. Nesta terça-feira (25), o rompimento da barragem da Vale completa três anos.

O mar de lama tirou a vida de 272 pessoas na mina Córrego do Feijão, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. “Desde os primeiros momentos, seguimos ao lado das famílias na busca das vítimas e vamos continuar até encontrar as 6 joias ainda desaparecidas”, publicou o gestor.

Ao Hoje em Dia, o tenente Ricardo Torrezani, do Corpo de Bombeiros, detalhou as técnicas de busca utilizadas pelos militares e anunciou o início da “estratégia 8” nas buscas, com utilização de maquinário pesado.

“(A estratégia) consiste em grandes peneiras, que realizarão a separação do rejeito fino do rejeito grosso. O rejeito grosso, que é de interesse, passará por várias esteiras que serão vistoriadas pelo Corpo de Bombeiros”, explica.

Veja o vídeo:

Leia mais:
Três anos após tragédia, uso de antidepressivos e tentativas de suicídio disparam em Brumadinho
Bombeiros reforçam compromisso de encontrar vítimas desaparecidas 3 anos após tragédia de Brumadinho
Processo criminal da tragédia em Brumadinho pode voltar à estaca zero