Insatisfeitos com os altos preços dos combustíveis, especialmente do óleo diesel, tanqueiros do Sudeste, Bahia (BA), Goiás (GO) e Distritor Federal (DF) vão se reunir nesta terça-feira, 25, para decidir sobre manifestação nacional contra os altos preços dos combustíveis. A informação é do Sindicato dos Transportadores de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG).

A categoria reivindica o fim da Paridade dos Preços de Importação (PPI), política de preços praticada pela Petrobras, a extinção do Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), mudanças nas políticas de preços dos combustíveis praticadas pelos governos estaduais e a redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) dos combustíveis, principalmente do diesel. No caso de Minas, a redução reivindicada é de 14% para 12%.

"Esta semana, intensificamos os contatos com as nossas bases. A insatisfação contra os altos preços dos combustíveis é geral e a adesão ao nosso movimento tem avançado pelo país. Na terça, as entidades voltarão a se reunir para bater o martelo sobre a manifestação, que poderá culminar em uma grande paralisação, por tempo indeterminado", informa o presidente do Sindtanque-MG, Irani Gomes.

Leia mais: 

Setores de comércio e serviços de BH temem possível lockdown e divulgam manifesto
Após demanda aumentar mais de 100%, Hospital Infantil João Paulo II, em BH, terá novos leitos