Funcionários da empresa de ônibus Transoeste entraram em greve na manhã desta segunda-feira (24). A paralisação afeta passageiros que partem das estações Barreiro e Diamante. Os trabalhadores cobram pagamento de salário e outros benefícios.

De acordo com a BHTrans, 21 linhas foram afetadas (veja abaixo). Funcionários da autarquia estão orientando quem tenta embarcar. As outras cinco linhas comandadas pela viação, que são compartilhadas com outras companhias, operam normalmente.

Em 13 de janeiro, a Viação Transoeste foi uma das empresas que suspenderam as atividades por falta de recursos financeiros para comprar combustível. Os coletivos só voltaram a circular após reunião com o prefeito Alexandre Kalil (PSD), com a liberação de R$ 4,3 milhões para as que haviam colapsado. 

Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH), a greve teve como motivo o atraso no pagamento de salários e benefícios sociais, como vale-alimentação, seguro saúde e seguro de vida. "Tal situação se deve ao exaurimento dos seus meios financeiros", afirmou, em nota.

"O sindicato está em contato direto com Consórcio Dez, da qual faz parte a empresa Viação Transoeste, para tentar minimizar os impactos para a população", diz o comunicado.

Leia mais:

BH quer aplicar primeira dose e reforço contra Covid em 140 mil pessoas até sexta
Com alta de 64% em 2021, preço do café dispara em BH