Um homem de 57 anos foi preso nesse sábado (22), investigado por abusar sexualmente das filhas, menores, na zona rural de Buritis, no Noroeste de Minas. De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) o autor confessou o crime. 

Segundo o delegado Leandro Fernandes Araújo, responsável pelo caso, o suspeito usava uma espingarda de calibre 36 para coagir as filhas e praticar o ato. 

Ele conta que as investigações começaram por uma denúncia de uma das filhas. A vítima teria apresentado sinais de depressão e intenção de suicídio. “Foi informado que uma das filhas, uma adolescente de 16 anos, que trabalhava como babá, se recusou a ir embora do trabalho dizendo que preferia morrer a ter que voltar para casa”, contou.

A PCMG informou que, diante do caso, os patrões da adolescente perguntaram o que estava acontecendo, foi quando a jovem relatou que o pai a estuprava há alguns anos e que ela desconfiava que o crime também era cometido também contra as irmãs. Segundo a polícia, no instante após o relato da funcionária, os patrões procuraram uma delegacia da Polícia Civil para denunciar os abusos.

“Essa informação da adolescente foi confirmada com o laudo da perícia que comprovou que batia com o que ela disse. E também foi confirmada com as mensagens que o pai mandava para a mesma, que não eram compatíveis com uma relação pai e filha”, disse o delegado.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito é natural do Rio Grande do Sul e trabalhava na região da Vila Rosa, zona rural de Buritis, onde foi preso e confessou o crime. A polícia também apreendeu a espingarda usada para coagir as vítimas.

Leia também:
Incêndio atinge fábrica de tecidos na manhã deste domingo em Ribeirão das Neves; veja vídeo
Jovem de 19 anos morre após capotar carro no Anel Rodoviário, em BH