A ocupação de leitos na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Santa Casa de Belo Horizonte (SCBH) está próxima de atingir a capacidade máxima. Dos 40 leitos de UTI para pacientes com Covid-19, pouco mais de 97% já estão indisponíveis. Na enfermaria, 90% dos 122 leitos estão ocupados.

Outro dado alarmante divulgado pela SCBH é que 90% dos pacientes internados não tomaram a primeira dose ou completaram o esquema vacinal contra o coronavírus. As autoridades de saúde, contudo, alertam que as internações, casos graves e até morte podem ser evitadas com a imunização. De acordo com o hospital filatrópico, só neste ano, foram redirecionados 10 leitos de UTI e 73 de enfermaria para atendimento exclusivo para infectados pela Covid.

A instituição informou que, de acordo com o Boletim Epidemiológico da Prefeitura de Belo Horizonte divulgado nessa quinta-feira (20), os leitos de enfermaria da Santa Casa representam 23% do total da Rede SUS-BH. Já os leitos de UTI representam 31% da capacidade do município. A SCBH lembra que as informações são atualizadas constantemente e podem variar de acordo com a necessidade da Prefeitura.

Falta profissionais 
Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (21), o secretário de Saúde da capital, Jackson Machado, afirmou que o município está com dificuldades para ampliar leitos específicos para pacientes com Covid-19.

Segundo ele, o maior desafio é a contratação de profissionais de saúde. A falta de mão de obra é agravada pelo afastamento de pessoal. Na rede municipal, por exemplo, nas últimas duas semanas, 1.400 trabalhadores foram afastados em função de suspeita ou positivo para Covid-19, de acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindibel).

Nesta sexta-feira, a cidade está com pouco mais de 83% dos leitos de enfermaria e 84% de UTI para Covid ocupados, ambos em nível máximo de alerta. A PBH informou que, no mês de janeiro, foram abertos pela 318 leitos de enfermaria e 27 leitos de UTI para atender aos pacientes infectados com coronavírus.

Leia também:
Pico de infecções por Covid deve ser atingido até 1º de fevereiro em Minas, diz secretário de Saúde

Falta de profissionais de saúde impede ampliação de leitos para Covid em BH
BH tem 1,4 mil profissionais de centros de saúde e UPAs afastados por Covid, diz Sindibel