As fortes chuvas que atingiram Minas Gerais neste período chuvoso ainda obrigam famílias a sair de casa para buscar abrigo seguro. De acordo com balanço atualizado da Defesa Civil Estadual nesta quarta-feira (19), 55.250 mineiros precisarm deixar as casa pelos efeitos da chuva.

O levantamento mostra que 7.338 pessoas estão desabrigadas, e 47.912 estão desalojadas. Além disso, 383 cidades no Estado decretaram situação de emergência - o que corresponde a 44% dos 853 municípios. Por outro lado, não há cidades em estado de calamidade pública no momento.

Desde o início da estação chuvosa, que começou em outubro, um mês antes que o habitual, 25 pessoas já perderam as vidasem 18 cidades. O maior número de mortes foi registrado em Brumadinho, na Grande BH, onde cinco pessoas perderam a vida. 

Esse número não inclui as dez mortes causadas pelo desprendimento de um bloco de pedras no Lago de Furnas, em Capitólio, em 8 de janeiro. As causas desta tragédia ainda estão sendo apuradas, mas autoridades estaduais já anteciparam que parte do paredão rochoso pode ter ruído por efeito da ação das águas.

Ajuda

Nesta semana, o governador Romeu Zema (Novo) confirmou repasse de R$ 113 milhões para recuperação de estradas afetadas pela chuva em Minas, além da criação de um benefício para famílias atingidas, que chega a R$ 1,2 mil por pessoa.

Leia mais:
Casas e comércios atingidos pela chuva em Minas terão isenção na conta da Copasa; veja condições
Minas tem 99 pontos de interdição em decorrência das chuvas nesta quarta; saiba onde