Minas anunciou repasse de R$ 113 milhões para desobstrução de vias e recuperação de acessos em estradas e rodovias no Estado. A verba foi confirmada em entrevista coletiva do governador Romeu Zema (Novo) nesta terça-feira (18), como parte dos R$ 600 milhões já anunciados para minimizar os impactos da chuva.

Além do repasse, o Estado ainda vai doar R$ 15 milhões aos municípios em forma de mata-burros, vigas e tubulões para atender a demanda de materiais para reparação de vias e pontes.

Também foi definido que o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) deve abrir uma linha de crédito para financiamentos de infraestrutura e serviços públicos. Conforme o anúncio de Zema, serão R$ 50 milhões para pavimentação, sistemas de abastecimento de água, tratamento de esgoto, drenagem urbana, máquinas e equipamentos, e reformas em edificações públicas municipais. 

O banco vai oferecer carência de 12 meses e até 84 meses para pagamento do crédito - prazo maior do que o usualmente concedido pela instituição. 
De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas (DER-MG), até a última quinta-feira (13), foram registradas 597 ocorrências causadas pelas chuvas. Mais de 100 trechos já passaram por intervenções.

Leia mais:
Com quase 21 mil doentes em 24h, Minas bate recorde de casos da Covid-19
Estradas mineiras têm 99 pontos de retenção nesta terça-feira; veja lista