Desabrigados e desalojados em consequência das chuvas em Minas vão receber um benefício emergencial. A novidade foi anunciada nesta terça-feira (18) pelo governo do Estado e prevê auxílio de R$ 1,2 mil, em três parcelas de R$ 400, totalizando investimento de R$ 78 milhões.

De acordo com o governador Romeu Zema (Novo), a medida deve beneficiar cerca de 60 mil mineiros. "Nós pagaremos R$ 400 por mês por pessoa da família. Uma família de cinco pessoas vai receber R$ 2 mil. Isso é para que as pessoas que tiveram suas casas atingidas e destruidas tenham condições de passar por esse momento difícil", disse.

Conforme o governo, o repasse não será feito diretamente ao beneficiário. O dinheiro será direcionado às prefeituras, que, por sua vez, devem decidir o tipo de benefício a ser pago, como aluguel, cestas básicas, transferência direta de recursos ou compras de móveis.

Atualmente, Minas tem 380 cidades em situação de emergência por conta das chuvas. Vinte e cinco óbitos foram registrados. O balanço não considera as vítimas da tragédia em Capitólio. Segundo a Defesa Civil, as mortes não serão contabilizadas até o fim das investigações.

O Estado registra ainda 47.912 desalojados e 7.336 desabrigados, conforme o boletim divulgado nesta terça-feira pelo órgão.

Leia mais:
Auxílio Gás de R$52 começa a ser pago às famílias nesta terça; confira calendário
Parte da história de Minas: Vapor Benjamin Guimarães pode ser restaurado pelo Estado