Na tarde desta quarta-feira (12), a cidade de Paula Cândido, na Zona da Mata mineira, se despediu das cinco vítimas que estavam no veículo soterrado em Brumadinho. O clima de consternação marcou o sepultamento de um casal com dois filhos e um primo que iam para o Aeroporto de Confins quando foram atingidos por um deslizamento de terra.

Os corpos de Henrique Alexandrino Santos, de 41 anos; da esposa Deisy Lúcia Alexandrino Santos, 40; dos filhos Vitor Alexandrino Santos, 6, e Ana Alexandrino Santos, 3; e do primo Geovane Vieira Ferreira, 42;  foram encontrados pelos bombeiros nessa segunda-feira (10), após dois dias desaparecidos.

O casal e os filhos são naturais de Paula Cândido, que tem pouco mais de nove mil habitantes, mas moravam em Campo Grande (MS). Eles passavam as férias na casa de familiares. Já Geovani é paula-candense e residia no município, onde trabalhava como motorista para a Prefeitura.

Uma moradora da cidade, que não quis se identificar, compareceu ao enterro e disse que o clima na cidade passou da apreensão para a tristeza quando a família, então desaparecida, foi encontrada na segunda-feira.

De acordo com a testemunha, a família é muito conhecida e querida. Os pais de Henrique têm terrenos na zona rural do município e atuam no comércio local. Tanto eles quanto a família de Deisy são nascidos e criados em Paula Cândido.

A cidade decretou luto oficial por três dias e a Prefeitura está fechada durante o período.

Leia mais:
Carros são arrastados após deslizamento de terra em Ponte Nova, na Zona da Mata
Atingidos pela chuva em Minas precisam de colchões e produtos de limpeza; veja como ajudar