Famílias que solicitaram o Auxílio Belo Horizonte em novembro ou dezembro do ano passado começam, a partir desta quinta-feira (13), a receber o pagamento do benefício. Nesta data, conforme informou a prefeitura da capital mineira nesta quarta (12), os belo-horizontinos que têm direito ao programa poderão começar a acessar os valores disponibilizados por meio do aplicativo Caixa Tem para pagamentos de boletos ou via PIX. 

Para aqueles que optarem por sacar o recurso em uma casa lotérica ou agência da Caixa Econômica Federal, foi criada uma escala de atendimentos. Veja o calendário abaixo:

  • Janeiro e Fevereiro - 13 de janeiro de 2022
  • Março e Abril - 14 de janeiro de 2022
  • Maio e Junho - 17 de janeiro de 2022
  • Julho e Agosto - 18 de janeiro de 2022
  • Setembro e Outubro - 19 de janeiro de 2022
  • Novembro e Dezembro -  20 de janeiro de 2022

O Auxílio Belo Horizonte é pago em contas poupança social digital da Caixa. Do total de beneficiários que realizaram o procedimento de consulta e solicitação, mais de 70% já possuíam a conta. As demais foram abertas a partir da consulta e confirmação dos moradores por meio do site do programa.

Criado para enfrentamento das consequências sociais e econômicas causadas pela pandemia da Covid-19, o benefício poderá ser pago neste mês de janeiro para até 187.795 famílias que solicitaram o pagamento até o dia 31 de dezembro do ano passado, o que significa 69% do total de famílias elegíveis. 

Consulta para os que ainda não acessaram

As famílias que têm direito ao programa, mas não acessaram o site, ainda podem consultar até 15 de fevereiro o sistema on-line do Auxílio Belo Horizonte, por meio deste link, e informar o número do CPF e o primeiro nome do responsável pelo cadastro. 

Estão elegíveis para receber o Programa 153 mil famílias do cadastro único e outros 19 grupos definidos na lei e descritos no site da Prefeitura. Após cruzamento dessas bases de dados, foram identificadas 272 mil famílias únicas, que podem acumular mais de um benefício.

Valores e públicos

O Auxílio Belo Horizonte possui quatro modalidades e as famílias beneficiárias podem receber até R$ 400 por mês, desde que se enquadrem nas modalidades descritas na Lei:

  • subsídio de R$ 600 por família, a serem concedidos em seis parcelas mensais e consecutivas de R$100;
  • subsídio de R$100 mensais por família com estudante matriculado na rede pública municipal de educação - pago apenas em dezembro de 2021;
  • subsídio no valor de R$ 600 para famílias em situação de pobreza, em seis parcelas mensais e consecutivas de R$100;
  • subsídio de R$1,2 mil para famílias em situação de extrema pobreza, a serem concedidos em seis parcelas mensais e consecutivas de R$ 200.

As famílias beneficiárias que possuem estudantes matriculados na rede pública municipal de educação tiveram até 30 de novembro de 2021 para realizar a consulta. Para esses, foi realizado somente o pagamento para o mês de dezembro, conforme o calendário escolar.

Leia mais:
Pessoas de 27 e 28 anos que tomaram Coronavac recebem a dose de reforço contra Covid nesta quarta
BH registra 1.113 casos e duas mortes por Covid-19 em 24h
Kalil cobra verba de R$ 70 milhões do Estado para obras na avenida Teresa Cristina