Diante das fortes chuvas que estão atingindo a capital mineira, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou, nesta segunda-feira (10), que está disponibilizando vagas emergenciais em redes de acolhimento já instaladas na cidade a possíveis vítimas das precipitações e aos moradores em situação de rua.

A medida, de acordo com a administração municipal, já ocorreu em outros períodos de chuva. Por meio de nota, a PBH disse que, até o momento, não há belo-horizontinos acolhidos nos abrigos da rede socioassistencial em função das precipitações.

Os locais são responsáveis por garantir condições de estadia, convívio e endereço de referência para acolher pessoas em situação de rua, migração e/ou vindas de áreas de risco geológico. Segundo informou a PBH, as vagas são destinadas ao encaminhamento das famílias após avaliação realizada pela Defesa Civil. Veja aqui a lista com endereços das unidades de acolhimento.

Chuva em BH
Em Belo Horizonte, sete das nove regionais já registram mais de 100% do acumulado de chuva previsto para todo o mês de janeiro. Em quatro regiões, o índice ultrapassa 400 mm. E as tempestades devem seguir até esta quarta-feira (12) . Entre esta segunda e a manhã de terça-feira (11), a previsão indica precipitações de até 70 mm.

Veja o balanço da Defesa Civil:

  • Barreiro: 460,0 (140%)
  • Centro Sul: 481,5 (146%)
  • Leste: 405 (123%)
  • Nordeste: 338,6 (103%)
  • Noroeste: 385,2 (117%)
  • Norte: 300,6 (91%)
  • Oeste: 484,4 (147%)
  • Pampulha: 332,4 (101%)
  • Venda Nova: 315,2 (96%)

Média climatológica de janeiro: 329,1 mm.

Leia mais:
Estragos provocados pelas chuvas estão sendo levantados; Minas vive 'cenário de guerra', diz Zema
Situação das barragens está 'sob controle' em Minas, diz Romeu Zema
Em menos de 12 horas, Defesa Civil atende 70 ocorrências de chuva em Belo Horizonte