As fortes chuvas dos últimos dias provocaram o transbordamento de um dique na Mina de Pau Branco, em Nova Lima, na Grande BH, e aumentaram o alerta na usina hidrelétrica do Carioca, em Pará de Minas, no Centro-Oeste. Porém, segundo o governador do Estado, Romeu Zema (Novo) a situação das barragens em Minas está “sob controle”.

O chefe do Executivo estadual considera que não há risco de que as estruturas do tipo possam sofrer algum dano "nesse momento". Segundo ele, todas são monitoradas de forma constante. Novos temporais, no entanto, preocupam.

“Estamos vivendo, infelizmente, um momento de chuvas totalmente fora do padrão. Não sabemos se amanhã um volume gigantesco de chuva pode mudar esse cenário. Mas estamos monitorando e, caso alguma coisa possa ocorrer, nós estaremos, com antecedência, tomando todas as medidas para que ninguém seja afetado, para que ninguém venha a ser vítima daquilo que já aconteceu no passado em Minas”, disse, em entrevista à TV Globo, referindo-se às tragédias em Mariana e Brumadinho. 

No Estado, o assunto voltou a ganhar força depois que o dique de contenção da barragem Mina Pau Branco não suportou o volume de água, transbordou e invadiu a BR-040, no último sábado (8). O local chegou a ser classificado em nível 3 de estado de emergência, sendo reclassificado para 2 na manhã desta segunda.  

Nesse domingo (9), o alerta foi para a barragem da usina do Carioca. O reservatório ainda está com risco de rompimento nesta segunda-feira (10). Há grande vazão de água no local, com transbordamento pelas laterais e pelo topo, além de infiltrações na base da estrutura. A informação foi confirmada pela Defesa Civil e prefeitura do município.

Segundo a Agência Nacional de Mineração (ANM), Minas tem três barragens na classificação máxima de risco, todas da Vale. Veja:

  • B3/B4, em Nova Lima
  • Forquilha III, em Ouro Preto
  • Sul Superior, em Barão de Cocais

Em nota enviada ao Hoje em Dia , a mineradora informou que está acompanhando o cenário das fortes chuvas no Estado com foco na segurança das barragens. Segundo a empresa, não houve alteração no nível de emergência em nenhuma das estruturas sob sua responsabilidade.

A reportagem também questionou a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável(Semad) sobre a situação de todas as barragens em Minas e aguarda um retorno.

Leia mais:
Nível de emergência do Dique Lisa na barragem Mina Pau Branco é reclassificado para 2, diz Vallourec
Risco de colapso: barragem da usina do Carioca transborda pelas laterais e tem infiltrações na base
Justiça ordena acesso da Defesa Civil à barragem em Congonhas e ANM envia equipe para vistoria