"É uma calamidade, uma tragédia anunciada", resume o prefeito Christiano Xavier, de Santa Luzia, na Grande BH, após a queda de árvores na avenida Brasília, um dos principais acessos a Belo Horizonte. Fios de alta tensão foram danificados e há risco de choque elétrico. A via está parcialmente interditada, com trânsito apenas na faixa da direita (sentido Parte Alta).

O estrago no local, próximo à fabrica de café da empresa Três Corações, no bairro Duquesa II, é mais uma dor de cabeça à população, que sofre com avenidas alagadas, pontes bloqueadas, famílias que precisam sair às pressas de casa.

De acordo com o prefeito, a Defesa Civil da cidade já havia percebido o risco de queda de árvores na avenida Brasília. Alguns galhos estavam esbarrando na rede elétrica. Segundo Christiano Xavier, a Cemig foi acionada com antecedência.

"Foi enviado um ofício, mas não vieram. Por envolver a rede de alta tensão, a prefeitura não pode fazer nada, somente a Cemig pode desligar a rede e fazer a poda", disse. Com os acessos prejudicados, o prefeito demonstrou preocupação com as provas do Enem, marcadas para este domingo (9).

Em Santa Luzia, conforme o Hoje em Dia mostrou, as fortes chuvas não dão trégua desde a última sexta-feira (7). O transbordamento do rio das Velhas, que corta a cidade, provoca a maioria das ocorrências. Dentre os bairros mais atingidos estão Pantanal, Barreiro, Córrego das Calçadas e Boa Esperança.

Por nota, a Prefeitura de Santa Luzia informou que a Defesa Civil segue monitorando as áreas de risco e o nível do rio das Velhas. O órgão recomenda que a população siga as normas de segurança e evite transitar em pontos de alagamento. Os atingidos devem fazer contato pelos telefones 199 (Defesa Civil), 99187-6329 (plantão do órgão) e 193 (Bombeiros).

A Cemig informa que o circuito foi desligado e, portanto, não há risco de choque elétrico. Uma equipe está trabalhando no local e não há registro de falta de energia nos locais de realização do ENEM na cidade.

A empresa orienta a, sempre que o cliente se deparar com qualquer situação de risco, não se aproximar nem tocar em nenhum equipamento da rede elétrica, além de acionar a companhia imediatamente por meio do telefone 116.

Leia mais:
Brumadinho, na Grande BH, tem 95 pessoas desalojadas e 67 desabrigadas pela chuva
Betim, na Grande BH, decreta situação de emergência em decorrência das chuvas
Transbordamento do Rio das Velhas deixa ponte submersa e moradores ilhados em Raposos, na Grande BH