A prefeitura de Betim, na Grande BH, monitora 18 ocorrências causadas pelas chuvas que atingem a cidade. Segundo a prefeitura, não ouve vítimas até o momento, e sete famílias que tiveram as casas invadidas pela água estão sendo encaminhadas a abrigos ou casas de parentes.

Desde essa sexta-feira (7), a Defesa Civil da cidade acompanha o córrego Bandeirinhas, um dos afluentes do rio Paraopeba. Além desse, a cidade se preocupa com o reservatório Rio Manso, em Brumadinho, também da Grande BH, que atingiu 100% da capacidade e está transbordando.

Por essa razão, segundo a prefeitura, o nível do Paraopeba continua crescendo. O Executivo municipal afirmou que segue monitorando os pontos críticos da cidade e, por medida de precaução, a Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) está acionando o plano de contingência da Colônia Santa Isabel.

Interrupção nos ônibus

Já na tarde deste sábado (8), a prefeitura comunicou a interrupção das linhas de ônibus 90, 30, 53 e 70 também por conta do grande volume de chuva. “Os alagamentos tem surgido em pontos distintos da Cidade, então, é provável que as alterações e interrupções continuem”, completou.

O município ainda explicou que há linhas operando com desvios na rota, e que o transporte será normalizado após o “restabelecimento da segurança viária”.

Leia Mais:
Carro é arrastado após barranco ceder na Via Expressa, em Contagem; pista foi interditada
Tragédia com deslizamento de rocha em Capitólio deixa duas mortes e 32 feridos
Prefeituras da Grande BH monitoram nível do Rio das Velhas por conta de risco de transbordamento