Belo Horizonte aplica nesta quarta-feira (4) a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em trabalhadores da educação dos ensinos médio, profissionalizante, educação de jovens adultos e superior, cuja data da segunda dose tenha completado quatro meses. Para receber o imunizante o morador deve comparecer a um ponto de vacinação portando documento com foto, CPF, cartão de vacina com a dose anterior e comprovante de endereço. 

O horário de funcionamento dos locais de vacinação é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, para pontos fixos e extras, e das 8h às 16h30 para o drive-thru (veja aqui os endereços).

Há também quatro pontos de vacinação com horário noturno. Os públicos elegíveis para se vacinar nesse período são exclusivamente os convocados para o dia em questão. Confira os endereços: 

  • UFMG Campus Saúde (Escola de Enfermagem): avenida Professor Alfredo Balena, 190 - Santa Efigênia – Funcionamento das 12h às 20h;
  • Faculdade Pitágoras: rua dos Timbiras, 1.375 - Funcionários – Funcionamento das 8h às 20h;
  • UNA-BH: rua Aimorés, 1.451 - Lourdes – Funcionamento das 8h às 20h;
  • Faminas-BH: avenida Cristiano Machado, 12.001 - Vila Clóris – Funcionamento das 8h às 20h.

Confira o cronograma de vacinação desta semana:

  • Segunda-feira (3): dose de reforço para trabalhadores do transporte coletivo e rodoviário de passageiros, metroviários, aeroviários, ferroviários, caminhoneiros, trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, cuja data da segunda dose tenha completado 4 meses.
  • Terça-feira (4): dose de reforço para trabalhadores da educação infantil, cuja data da segunda dose tenha completado 4 meses.
  • Quarta-feira (5): dose de reforço para trabalhadores da educação do ensino fundamental, cuja data da segunda dose tenha completado 4 meses.
  • Quinta-feira (6): dose de reforço para trabalhadores da educação do ensino médio, profissionalizante, EJA (Educação jovens e adultos) e superior, cuja data da segunda dose tenha completado 4 meses.
  • Sexta-feira (7): dose de reforço para pessoas de 59 e 58 anos, cuja data da segunda dose tenha completado 4 meses.

 

Leia tambémVacina da gripe disponível nos postos não protege da nova H3N2, mas pode gerar imunidade cruzada
Ocupação de leitos de enfermaria destinados à Covid-19 segue em alerta vermelho em BH