Em meio ao período chuvoso, a segunda etapa de obras de prevenção de enchentes na avenida Vilarinho, na região de Venda Nova, foi concluída em Belo Horizonte. A informação foi divulgada pela prefeitura da capital nessa segunda-feira (3). 

Depois de mais de um ano de trabalhos, segundo a administração municipal, o local recebeu uma estrutura hidráulica de captação dos escoamentos superficiais, conhecida como caixa de captação, no estreitamento do Ribeirão Isidoro, na avenida com as ruas Doutor Álvaro Camargos e Maçom Ribeiro. O investimento foi de R$ 12,8 milhões. 

A estrutura de captação vai receber o volume excedente das chuvas e das redes de drenagem no entorno, drenando o excesso de águas sobre as vias durante os eventos chuvosos mais intensos e reduzindo o risco de elevação da lâmina d’água na região, assim como o tempo de permanência do volume sobre a pista.  

“Além da estrutura, foram feitos serviços de adequação de interceptores de esgoto, ajustes da geometria das pistas, implantação de passeios, sarjetas, meio-fio, sinalização viária e paisagismo”, informa a PBH.

Obras

Esta é uma das três obras que estão em andamento no local, conhecido por ser um dos pontos críticos relacionados às chuvas na capital mineira. Os trabalhos têm como objetivo reduzir os riscos de enchentes na região. 

Ainda segundo a PBH, além das obras do Córrego do Nado, foi iniciada, em 2021, a construção de outros dois reservatórios profundos, cada um com capacidade de armazenar 115 milhões de litros de água cada um, totalizando 230 milhões de litros, que deverão ficar prontos em 2024. 

“Melhorar a drenagem da Vilarinho é uma das prioridades da atual gestão. Todos que moram ou que passam na região puderam acompanhar a complexidade do trabalho e o esforço que a Prefeitura e toda a equipe envolvida fizeram para concluir essa obra. O Prefeito Alexandre Kalil cumpriu com o seu compromisso, a Sudecap cumpriu o cronograma e a caixa da captação já apresentou um ótimo funcionamento nas chuvas deste ano”, disse o superintendente da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), Henrique Castilho.

Leia mais:
Zoológico de Belo Horizonte volta a receber visitantes sem agendamento prévio
Mariana registra desabamento causado pelo excesso de chuva; risco geológico está mantido
Chuva não deve cessar em Minas até a próxima semana; BH está na região que será mais afetada