Quem chega a Belo Horizonte na manhã desta segunda-feira (3), após a virada de Ano Novo, encontra movimento intenso na rodoviária. Os belo-horizontinos que arrumaram as malas e passaram a data fora da capital mineira lotam o terminal, que registra fluxo bem maior que o normal. 

Por conta das celebrações de fim de ano, incluindo o Natal, a expectativa era de que cerca de 400 mil pessoas circulassem pelo local até hoje, entre embarques e desembarques. 

E quem optou pelo retorno nesta manhã, também encontrou rodovias lotadas e diversos pontos de retenção. No caso do professor Péricles Pereira, de 25 anos, a viagem foi mais longa do que o esperado. O belo-horizontino enfrentou 12 horas de estrada. 

“Viagem foi bem cansativa. Estava em Vitória, no Espírito Santo, e saí às 22h. A estrada estava lotada, com vários pontos de engarrafamento, principalmente chegando aqui em BH”, disse.

Já José Aparecido, de 39 anos, estava em São Paulo e passou a virada ao lado da família. De acordo com ele, porém, apenas a companhia foi satisfatória, já que passou por 2 horas de atraso na viagem. 

“Estrada muito cheia, pessoal resolveu arrumar a mala para viajar. Agora espero que 2022 seja um bom ano para todo mundo”, afirmou. 

* Com Lucas Prates

Leia mais:
Mercado financeiro diminui previsão e diz que economia vai crescer 0,36% em 2022
Entenda o que muda nas aposentadorias este ano, conforme prevê a reforma da Previdência
Minas tem mais de 600 vagas abertas em concursos públicos, com salários de até R$ 15 mil