A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) anunciou nesta quinta-feira (30) que vai estender, de forma escalonada, o horário de funcionamento de nove Centros de Saúde da capital. A partir do próximo sábado (1º), as unidades funcionarão das 7h às 22h30 de segunda a sexta, e das 7h às 22h nos feriados e fins de semana. 

De acordo com a PBH, a estratégia tem o objetivo de desafogar as UPAs, disponibilizando para a população mais acesso ao atendimento médico, especialmente durante o horário noturno, feriados e fins de semana, quando os Centros de Saúde não funcionam.

Cada um dos nove Centros de Saúde com horário ampliado contará com uma equipe de dez profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e administrativo para atender aos casos respiratórios de baixa e média complexidade. As unidades com horário estendido manterão a maioria dos serviços prestados na rotina, como atendimento às gestantes e acompanhamento de pacientes crônicos.

Veja as unidades que, a partir do dia 1º de janeiro de 2022, vão funcionar com horário ampliado de forma escalonada:

  • Regional Oeste - Centro de Saúde Vila Imperial - Rua Guilherme Pinto da Fonseca, 350, Madre Gertrudes
  • Regional Leste - Centro de Saúde Vera Cruz- Praça Pedro Lessa, 36, Vera Cruz
  • Regional Centro-Sul - Centro de Saúde Nossa Senhora Aparecida - Rua Paulino Marquês Gontijo, 109, Novo São Lucas
  • Regional Pampulha - Centro de Saúde Santa Terezinha - Rua Senador Virgílio Távora, 157, Santa Terezinha
  • Regional Venda Nova - Centro de Saúde Jardim Europa - Rua Edimburgo, 140, Jardim Europa
  • Regional Norte - Centro de Saúde Floramar - Avenida Saramenha, 3, Guarani
  • Regional Nordeste - Centro de Saúde Cachoeirinha - Rua Borborema, 1.325, Cachoeirinha
  • Regional Noroeste - Centro de Saúde Califórnia - Avenida das Castanholas, 277, Califórnia
  • Regional Barreiro - Centro de Saúde Francisco Gomes Barbosa - Avenida Nélio Cerqueira, 15, Tirol,

Leia também
Mesmo com UPAs lotadas, Ômicron e temporada de dengue, BH não espera impacto no sistema de saúde
BH não registra morte por Covid-19 nas últimas 24h, mas taxa de transmissão continua alta