Em meio à sobrecarga nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Belo Horizonte ampliará o horário de funcionamento de Centros de Saúde da capital. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde e detalhes sobre a medida serão divulgados nesta quarta-feira (28), em entrevista coletiva do secretário Jackson Machado.

Na entrevista, o secretário deve apresentar informações adicionais, incluindo quais unidades terão atendimento ampliado, a partir de quando e qual será o novo horário. Atualmente, os Centros de Saúde de BH funcionam por 12h, a maioria das 7 às 19h.

Em coletiva no dia 21 de dezembro, Jackson Machado solicitou à população da capital que procurassem os Centros de Saúde antes das UPAs em casos de sintomas leves de doenças respiratórias.

De acordo com a Secretaria de Saúde, cerca de 70% dos atendimentos realizados nas nove UPAs da cidade poderiam ser feitos em um dos 152 Centros de Saúde.

A situação de quem busca atendimento médico em BH é agravada pela falta de médicos. Segundo a Prefeitura, a cidade tem carência de 536 profissionais, sendo 158 para a rede de urgência.

De acordo com o Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sindmed-MG), salários abaixo do praticado em outras cidades, sobrecarga de trabalho e falta de segurança estão entre os fatores que motivam a indisponibilidade de médicos na capital mineira.

Na manhã desta terça-feira (28), moradores de BH tiveram dificuldades ao buscar atendimento de saúde na cidade. O conselheiro municipal de saúde de BH, Ricardo Nunes, afirmou que a reclamação tem sido intensa e a percepção popular é de que não há um número suficiente de profissionais.

Leia mais:
'Réveillon pode ser mais perigoso que o Carnaval na transmissão da Covid', afirma Baccheretti
Minas tem 95 novos casos positivos da variante Ômicron do coronavírus