Os metroviários em greve em BH concordaram em retomar parcialmente as operações com a escala mínima determinada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MG) no último dia 21. Depois de ficarem totalmente parados por dois dias, os trens voltam a circular de forma reduzida a partir deste sábado (25). Os funcionários do metrô decidiram aceitar a decisão judicial em assembleia realizada nesta sexta (24), mas afirmaram que só haveria tempo hábil para cumpri-la no dia seguinte.

Em greve desde 0h de quinta-feira (23), os trabalhadores do metrô protestam contra uma resolução do Conselho de Parcerias de Investimentos, do Governo Federal, que impossibilita que os metroviários de BH sejam transferidos para outras unidades da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). 

De acordo com o diretor do Sindicato dos Empregados em Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro-MG), Pedro Vieira, o funcionamento em escala mínima será mantido até a próxima terça (28), quando uma assembleia entre os trabalhadores será realizada.

A medida judicial prevê que o metrô funcione com 100% dos vagões disponíveis nos horários de pico, das 5h30 às 10h, no período da manhã, e das 16h30 às 20h, no período da noite.

Leia mais:
Caminhão-baú fica destruído após incêndio em galpão no Barreiro; veja fotos
Consulta pública sobre vacinação é lamentável e coloca crianças em risco, diz infectologista de BH