Foram retomadas pelo Corpo de Bombeiros, nesta segunda-feira (7), as buscas por três irmãs que caíram nas águas do Rio Piranga, entre Catas Altas da Noruega e Itaverava, na região Central de Minas. Segundo os bombeiros, as jovens, de 20, 13 e 11 anos se banhavam no rio na tarde do domingo (6), acompanhadas do namorado da irmã mais velha. As irmãs são moradoras de uma grota chamada Paracatu, que pertence a Itaverava.

O adolescente, de 17 anos, foi quem contou aos policiais que a namorada estava com a irmã de 11 anos nas costas, quando deu um passo e se afogou. Ela gritou por socorro e o jovem tentou ajudá-la, mas não conseguiu, conforme os policiais. O adolescente pegou carona com um carro que passava pelo local e foi até o quartel da Polícia Militar em Lamim. Lá, ele contou aos militares sobre o ocorrido. Segundo o soldado Anderson, o jovem estava com o corpo arranhado devido à tentativa de socorrer a namorada e as irmãs dela.

O policial contou que o jovem se afogou três vezes, mas conseguiu escapar. “Ele chegou desesperado e chorando muito. Acionamos o Corpo de Bombeiros e uma ambulância da cidade para ir até o local”, afirmou. Segundo ele, a localidade de Precatu é distante e erma. O ponto onde os jovens foram nadar não é, de acordo com ele, comumente usado por banhistas.

O Corpo de Bombeiros de Conselheiro Lafaiete chegou até a região por volta das 19h do domingo. As equipes fizeram buscas pelas irmãs, mas não houve sucesso. Com o entardecer, eles precisaram interromper as buscas devido à falta de luminosidade. Uma outra equipe iniciou as buscas nesta segunda. Até as 8h, as três irmãs não haviam sido encontradas.

Atualizada às 10h31.