É véspera de Natal, mas ainda há tempo para ser solidário e ajudar, principalmente, os moradores de rua de Belo Horizonte. São mais de 4,6 mil pessoas que dependem de desconhecidos para celebrar a data com um pouco mais de alegria. Na capital, instituições estão recebendo doações de alimentos, roupas, artigos de higiene pessoal e limpeza para distribuir a quem não tem um teto.

A Pastoral de Rua da Arquidiocese de BH está arrecadando itens de vestuário, calçados, água, capa de chuva e até móveis e utensílios domésticos. Neste sábado, às 15h, haverá uma celebração para cem pessoas da Comunidade Amigos da Rua, no Santuário Nossa Senhora da Conceição dos Pobres, no Lagoinha, região Nordeste. Quem quiser contribuir poderá fazer a entrega na igreja até amanhã.

Outra opção é procurar o abrigo São Paulo, na zona Norte de BH, que busca por ajuda para realizar uma confraternização natalina para 200 pessoas neste fim de semana. “O que chegar é muito bem-vindo. Tem gente que chega no abrigo e não tem um chinelo, está descalço. Queríamos contar com esse apoio para nos ajudar”, afirma Leonardo de Morais Silva, coordenador do local. 

Veja quem procurar

  • Pastoral de Rua: rua Além Paraíba, 208, bairro Lagoinha. Atendimento de segunda a sexta, das 8h às 16h. Contato: 3428-8366/98819-3052 ou no e-mail:pastoralrua@yahoo.com.br
  • Abrigo São Paulo: rua Elétron, 100, bairro Primeiro de Maio. Atendimento de 8h às 17h. Contato: 3433-3883.
  • Serviço Social Autônomo (Servas): avenida Cristóvão Colombo, 683, bairro Funcionários. Atendimento de segunda a sexta, de 8h às 18h. Contato: 3349-2400.
  • Giramor: Contato: acaogiramor@gmail.com e @acaogiramor, no Instagram

Em parceria com empresas da capital, o Serviço Social Autônomo (Servas) recebeu mais de 2,4 mil cartas, sendo quase 300 de pessoas que moram na rua, em busca de apadrinhamento. “Todo ano a gente tenta contemplar essa turma porque também é um público muito esquecido”, afirma o diretor de Investimento Social, Rodrigo Fernandes.

Grande parte dos presentes já foi entregue, mas aqueles que quiserem fazer uma boa ação poderão contribuir a partir de segunda-feira. “Todos os dias as pessoas podem deixar sua doação conosco, que vai chegar a quem precisa, não só em Belo Horizonte e região metropolitana, mas em Minas como um todo”, garantiu.

Também na semana que vem, na quarta-feira, o Giramor, organização sem fins lucrativos, vai sair às ruas da cidade para distribuir refeições para os sem-teto. O grupo vai rodar o hipercentro e o bairro Floresta, na região Leste. A ação acontece semanalmente e atende, em média, 200 pessoas. 

O oficial de Justiça Vinicius Carvalho, de 38 anos, um dos coordenadores do projeto, lembra que roupas e produtos de higiene são de extrema necessidade para essa população, mas é possível doar através do PIX. “Geralmente, as doações são abertas. Pode doar em dinheiro ou em produtos”. É possível ainda comprar uma cesta básica diretamente com um supermercado parceiro.

Vale lembrar que os interessados em ajudar também podem fazer ações por conta própria. “Basta chegar com simplicidade, sempre cumprimentar e se apresentar antes de perguntar o nome do outro. Evitar perguntar demais e assumir postura de inquisidor, de medo”, diz Claudenice Rodrigues, coordenadora da Pastoral de Rua.

Leia também:
Natal: entenda o que a celebração cristã representa para diferentes povos e religiões
Viagens de Natal intensificam movimento em estradas e na Rodoviária de BH; veja imagens
Vacinação contra a Covid em BH tem horário reduzido nesta sexta; atendimento será das 8h às 12h