A Polícia Civil de Minas Gerais abriu inquérito para investigar a morte de um motorista de aplicativo, de 44 anos, encontrado nessa terça-feira (21) em Betim, na Grande BH. O corpo apresentava vários cortes e, segundo a corporação, o local pode ter sido usado apenas para desova.

Na noite em que o corpo foi encotrado, uma testemunha acionou a Polícia Militar afirmando que viu algo estranho em uma estrada de terra na cidade. Os militares foram até o local, onde encontraram a vítima já sem vida.

Junto com ele, também foi localizado um celular. A PM acredita que o homem tentou esconder o aparelho em meio às roupas. Por meio dele, a polícia o identificou como motorista de aplicativo. 

Os militares contam que a penúltima corrida feita pelo aplicativo da vítima terminou em Contagem, também na Grande BH. A última chamada, que iria para ibirité, foi cancelada.  O homem não tinha antecedentes criminais.

De acordo com a Polícia Civil, o trabalho é comandado na delegacia em Betim, mas "ainda não é possível informar sobre a linha de investigação". 

Leia mais:
BH define calendário da vacinação até dia 30; na véspera do Natal haverá esquema especial
Anel Rodoviário é liberado 15 horas após tombamento de caminhão; novo acidente complica trânsito